Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Balanço revela que municípios do interior do Pará são bons pagadores na média do país

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Fora da Região Metropolitana de Belém, apenas Marabá (dívida de R$ 3.572.544,98), Paragominas (R$ 2.110.878,87) e Santarém (R$ 1.940.294,24) devem entre os municípios mais populosos.

Na comparação direta entre Marabá e o município maranhense de Imperatriz, de mesmo porte populacional, o município paraense está “de boa na lagoa”. Isso porque o segundo mais populoso município do Estado vizinho deve seis vezes mais: R$ 21.271.851,62.


A maioria dos municípios brasileiros do porte populacional de Marabá e Santarém – e que disputam interesse de bancos em grandes financiamentos nacionais – deve mais. Na Bahia, por exemplo, os municípios de Vitória da Conquista (dívida de R$ 21.128.188,37), Itabuna (R$ 10.152.588,04) e Ilhéus (R$ 6.615.182,25) têm débitos crescentes.

Já municípios como Parauapebas, Castanhal, Altamira, Tucuruí e Itaituba, aqui no Pará, não devem sequer favor ao Tesouro Nacional. Dos municípios paraenses com entre 100 mil e 200 mil habitantes, apenas Paragominas está pendurado nos registros do Banco Central.

Em âmbito de capitais, Belém deve R$ 229.216.173,49 – seu vizinho, o município de Ananindeua, tem débito de R$ 38.296.641,72. Em linhas gerais, o débito da capital paraense é maior que o Produto Interno Bruto (PIB) de 3.938 municípios brasileiros, com base na mais recente apuração da produção de riquezas para nível municipal, feita em 2014 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e com referência ao ano de 2012.

Entretanto, a dívida de Belém é fichinha perto da dívida da cidade de São Paulo, coração financeiro do país. Isso porque São Paulo é um município oito vezes mais populoso que Belém, só que a Terra da Garoa deve 285 vezes mais que a Cidade das Mangueiras: são R$ 65.428.264.181,90. É uma cifra que dá cansaço quando pronunciada em sua completude e em voz alta.
A dívida da mais populosa cidade das Américas é tamanha que os únicos municípios brasileiros que têm PIB maior são o próprio São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Para melhorar a compreensão, é bastante saber que a dívida do coração financeiro do Brasil é maior que a riqueza produtiva de 13 das 27 Unidades da Federação. Haja ponte de safena para a depressão desse coração.

Reportagem especial: André Santos
Foto: Arquivo

Publicidade

Veja
Também