Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Bandeira vermelha na conta de luz requer atenção dos paraenses

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A conta de energia elétrica dos brasileiros voltou a gerar alerta. Em novembro, a bandeira é vermelha, isto é, a tarifa sofre acréscimo de R$ 4 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido. Esta é a terceira vez nos últimos quatro meses.

Contudo, é bom estar preparado, como avisa o engenheiro eletricista e coordenador dos cursos de Engenharia da Faculdade Pitágoras de Altamira, Ademar Vargas. “Essa mudança de bandeira gera um alerta para toda a população da necessidade de economizar, evitar deixar luzes ligadas pela casa, banhos demorados utilizando chuveiro elétrico, entre outros cuidados. Principalmente para famílias mais humildes, esse acréscimo na conta pode gerar uma despesa que vai comprometer até o seu sustento, visto que as famílias têm muitos gastos (alimentação, vestuário, higiene, entre outros)”, comenta o especialista.


Ao comentar o cenário no Pará, Ademar ressalta que o clima é determinante para o alto consumo de energia. “Com relação ao uso de ar condicionado, é ideal que seja com cautela, pois, devido à potência necessária para o funcionamento, esse aparelho eletrônico consome muita energia. Outra coisa: em hipótese alguma, podemos deixá-lo ligado em um ambiente sem pessoas. Sobre os ventiladores, devemos ter o mesmo cuidado de desligá-lo quando não houver pessoas no ambiente a ser ventilado, ficar atento a desligar as luzes de ambientes desocupados”, recomenda Ademar.

Para cada cor um gasto

Ademar explica que o consumo de energia elétrica no País segue três níveis: verde, amarelo e vermelho. “As bandeiras tarifárias são definidas de acordo com a necessidade de recorrer a outras formas de geração de energia para garantir o abastecimento. Então, em certas épocas do ano, com abundância de chuvas, a bandeira tarifária será a verde, sem custo adicional na conta. Já em outras, quando o nível de chuvas diminui, a bandeira tarifária adotada será a amarela. Por fim, em épocas de escassez de chuvas, a bandeira tarifária será vermelha e o consumidor irá pagar uma taxa extra pelo seu consumo”, esclarece.

Dicas para economizar energia:

Chuveiro elétrico
· Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos;
· Selecionar a temperatura morna no verão;
· Verificar as potências e calcular o seu consumo.

Ar condicionado
· Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado;
· Manter os filtros limpos;
· Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho;
· Colocar cortinas nas janelas que recebem sol diretamente.

Geladeira
· Só deixar a porta aberta o tempo que for necessário;
· Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções;
· Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira;
· Deixar espaço para ventilação na parte de trás e não utilizá-la para secar panos;
· Não forrar as prateleiras;
· Descongelar e verificar as borrachas de vedação regularmente.

Iluminação
· Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo;
· Pintar o ambiente com cores claras.

Ferro de passar
· Juntar roupas para passar de uma só vez;
· Separar por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura;
· Nunca deixar o ferro ligado enquanto faz outra coisa.

Aparelhos em stand-by
· Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências.

Publicidade

Veja
Também