Publicidade

Câmara autoriza crédito suplementar ao Executivo municipal

O pedido de autorização para abertura de crédito adicional suplementar ao orçamento geral do município de Parauapebas, referente ao exercício financeiro de 2019, chegou à Câmara de Vereadores na terça-feira, 20 de agosto.

No ofício nº 773/2019, a administração solicitava urgência na apreciação do projeto de lei, nos termos do art. 54 da Lei Orgânica do Município, com a finalidade de suprir insuficiência de saldo orçamentário das secretarias, fundos e autarquia, face às despesas com pessoal e encargos sociais.


Devido ao requerimento de celeridade, a Câmara convocou sessão extraordinária na manhã de quarta-feira (28) para debater e votar o Projeto de Lei 61/2019, que solicitava a autorização e abertura de crédito adicional suplementar.

Conforme possibilidade apresentada pelo artigo 7º e § 1º do artigo 43 da Lei Federal nº 4.320/1964, há viabilidade de crédito adicional destinado ao reforço de dotação orçamentária já existente no orçamento até o limite de 20%, o que representa em Parauapebas o valor de RS 248.600.000,00 (duzentos e quarenta e oito milhões e seiscentos mil reais).

Isto porque a previsão orçamentária de 2019, segundo a Lei Orçamentária Anual (LOA), é de RS 1.243.000.000,00 (um bilhão e duzentos e quarenta e três milhões de reais). A arrecadação realizada até julho deste ano foi de RS 835.701.475,51 e a média de arrecadação manteve-se em RS 725.083.333,00.

Em sua justificativa, o Executivo destacou que a cobertura do crédito suplementar será realizada por meio da anulação parcial ou total de outras dotações orçamentárias de projetos ou atividades que não serão executadas neste exercício, excesso de arrecadação e reserva de contingência. O Poder Executivo ainda assegurou que a suplementação não irá comprometer o atendimento feito à população.

Diante da urgente necessidade de crédito alegada pelo Executivo municipal, os vereadores aprovaram o Projeto de Lei nº 61/2019. Com a autorização legislativa, o projeto segue para o gabinete do prefeito Darci José Lermen, a quem cabe a abertura do crédito por meio de decreto.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu