Single Posts
Confirmados
26.267
Single Posts
Recuperados
15.327
Single Posts
Óbitos
177

 Publicidade

Câmara de Parauapebas aprova gratuidade do transporte coletivo para deficientes físicos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Câmara de Parauapebas aprova gratuidade do transporte coletivo para deficientes físicos

A passagem gratuita para pessoas com deficiência física no transporte público coletivo em Parauapebas em breve será uma realidade. Nesta terça-feira (15), durante sessão ordinária da Câmara, os vereadores aprovaram, em primeira discussão, o Projeto de Lei nº 054/2015, de autoria do Executivo, que dispõe sobre a concessão de gratuidade para as pessoas com deficiência no sistema de transporte urbano municipal.

Serão beneficiadas as pessoas com deficiência física, auditiva, visual ou mental. A gratuidade deverá ser concedida nas linhas operadas por concessionárias, permissionárias, autorizadas ou empresas contratadas, que explorem o serviço público de transporte coletivo no município. Para solicitar o benefício, o interessado deverá se dirigir à entidade responsável pelo transporte, que fará o cadastro e posteriormente fornecerá o cartão eletrônico de gratuidade.


Na mensagem enviada junto com o projeto à Câmara, o prefeito Valmir Mariano ressalta que é dever do município criar normas que possibilitem a integração do deficiente à sociedade. “O projeto beneficiará principalmente os mais carentes, além de lhes garantir acesso ao serviço de transporte público e contribuir com o seu bem-estar”.

O prefeito informou ainda que a medida não causará impacto orçamentário aos cofres públicos. Segundo o Censo IBGE/2010, em Parauapebas há 25.783 pessoas com pelo menos um tipo de deficiência. E são elas que poderão ser beneficiadas diretamente pelo passe livre.

O relator do projeto, Euzébio Rodrigues (PT), destacou que a passagem gratuita facilitará a locomoção das pessoas com deficiência. “Dá condições de transportar essas pessoas e também ajuda, pois muitas delas têm dificuldades com a renda”.

O vereador Israel Miquinha (PT) elogiou o projeto, mas enfatizou que é necessário melhorar as condições do transporte coletivo na cidade. “Está uma calamidade”.

Por sua vez, José Pavão (SDD) disse que a concessão do passe livre é uma maneira de garantir direitos aos deficientes. “Estamos votando um projeto de utilidade pública”.

O projeto foi aprovado por unanimidade e passará ainda por mais uma votação, para posteriormente ser encaminhado para sanção do prefeito.

Reportagem: Nayara Cristina

Publicidade

Veja
Também