Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Câmara de Parauapebas é uma das mais ‘custosas’ do Brasil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Trinta e nove milhões, duzentos e sessenta e três mil e quinhentos e sessenta e um reais. Esse foi o custo da polêmica Câmara Municipal de Parauapebas em 2014, de acordo com o Anuário MultiCidades 2016. A despesa com o Poder Legislativo municipal é a 29ª maior do país, conforme é revelado na página 144 do documento.

Com apenas 15 vereadores, o gasto da Câmara de Parauapebas é uma verdadeira “coisa de louco” se comparado a prefeituras muito maiores.


Em 2014, ano-base do levantamento, Parauapebas tinha pouco mais de 183 mil habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município de Guarulhos, encravado na capital do Estado de São Paulo, tinha 1,3 milhão de habitantes (sete vezes mais que Parauapebas) e 34 vereadores. Mas sabe qual o custo do Legislativo de lá? R$ 32 milhões. Portanto, a Câmara de Guarulhos (um município muito mais populoso, mais importante e com mais que o dobro de vereadores) é R$ 7 milhões mais barata que a de Parauapebas.

E não é só Guarulhos quem fica para trás. Capitais importantes como Cuiabá (MT) e Vitória (ES) têm Câmara de Vereadores muito mais tímida.
Com o custo que tem, o Legislativo de Parauapebas tem condições de pagar um salário mínimo por mês a 3.700 pessoas carentes.
Em Marabá, o Poder Executivo não informou ao MultiCidades o custo anual do Legislativo, que tem 21 parlamentares.

O gasto com Legislativo mais razoável no Pará é o de Santarém (R$ 8,9 milhões), que em 2014 tinha mais de 100 mil habitantes na frente de Parauapebas e, também, seis vereadores a mais.

Reportagem: André Santos – Colaborador do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também