Campanha de conscientização ao Autismo e Síndrome de Down encerra atividades com roda de conversa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A campanha de Conscientização ao Autismo e Síndrome de Down finalizou a programação iniciada em —, com uma roda de conversa realizada na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro dos Minérios em Parauapebas. O encerramento da campanha contou com a participação de profissionais ligados à área de atendimento ao Autista e Down que ofereceu diversas orientações sobre os direitos que estes pacientes tem.
A Síndrome de Down e o Autismo não são doenças, mas sim condições genéticas. O Espectro do Autismo (TEA), por exemplo, é um transtorno do neurodesenvolvimento cuja causa pode estar relacionada principalmente a fatores genéticos.
Já a Síndrome de Down ocorre quando há a presença de três cromossomos 21 nas células do indivíduo, resultado de uma combinação irregular de cromossomos dos pais no momento da fecundação, ainda sem explicação científica.

O secretário adjunto de Saúde, Paulo Vilarinhos, enfatizou sobre os cuidados que o município de Parauapebas tem com estes pacientes “É importante explicar para os pais ou responsáveis dos pacientes com Autismo ou Síndrome de Down que eles tem direitos e o respeito é um dever nosso. Realizar eventos como este em nossa rede de atendimento ao Autista e ao Down é um ganho enorme para a sociedade, afinal o conhecimento abre portas que jamais serão fechadas”, finalizou o secretário.


Atualmente são realizados o acompanhamento de 281 pacientes com Espectro do Autismo e 25 pacientes com Síndrome de Down na rede pública de saúde. Além das unidades de saúde, o Centro Especializado em Reabilitação (Cer II) atende a reabilitação intelectual, com o acompanhamento da equipe multidisciplinar como, psicólogos, fonoaudiólogos e Terapeuta Ocupacional.

veja também