Publicidade

Caravana “Lula Livre” chega ao Pará na próxima quinta-feira (23)

O vice-presidente nacional do PT e coordenador da caravana, Marcio Macedo, reforçou os três eixos centrais discutidos pela mobilização: “A Caravana continua a lutar pela liberdade do ex-presidente Lula, preso injustamente, e para provar sua inocência; contra a reforma da Previdência e em defesa da educação e das universidades públicas, combatendo os cortes de recursos feitos pelo governo de Jair Bolsonaro”.

Macedo ressaltou a importância de debater com a população outras questões que envolvem os estados do Norte do país, como a economia da região: “Nós vamos fazer uma visita a Moto Honda na zona Franca de Manaus. Lá vamos ter um diálogo sobre o papel da zona Franca na economia, os incentivos e investimentos que o governoLula fez, gerando empregos e o desenvolvimento do mercado interno”.


A Caravana também vai dialogar com o povo sobre a questão ambiental, ponto de grande preocupação para o país no atual cenário. “No trajeto que faremos de barco no encontro das águas do Rio Negro e Rio Solimões vão ter intelectuais, professores, ambientalistas que farão um diálogo sobre a Amazônia, sobre a tentativa do Bolsonaro de incentivar o agronegócio em detrimento da preservação ambiental e conversar sobre os riscos que corre a biodiversidade brasileira com essas políticas. Nosso patrimônio brasileiro precisa ser preservado com politicas públicas eficientes e que hoje está claramente em risco”, afirmou o vice-presidente do PT.

Outra demanda para essa Caravana continua sendo a defesa da educação. Macedo reafirmou que a agenda inclui debates em universidades para lembrar o legado deixado pelo governo do PT na educação durante o governo Lula e com Haddad como ministro e para combater os cortes do desgoverno.

“Com o Lula na presidência foi o maior investimento da história do Brasil em educação. Foi o maior projeto de expansão universitária, maior número de construção de campis universitários e institutos federais e o fortalecimento de pesquisas e extensão com programas como o Ciências sem Fronteiras e o Prouni”, disse.

Agenda

Quinta-feira – 23/05 – Amazonas

07h: Visita a Moto Honda, diálogo sobre o papel da zona Franca de Manaus na economia
8:30h: Saída do Porto do Ceasa de barco para o encontro das águas com professores, intelectuais, representantes indigenistas e ambientalistas. Diálogo sobre a Amazônia.
11h: Porto São Raimundo: Coletiva com a imprensa.
14h: Encontro com os movimentos sociais no sindicato dos metalúrgicos contra a reforma da Previdência.
16h: Ato em defesa da educação na Universidade Federal do Amazonas – UFAM.

Sexta-feira – 24/05 – Pará
8h: Ato em defesa da educação superior na Amazônia, na Ufopa – Universidade do oeste do Pará na cidade de Santarém.
16:30h: Ato em defesa da educação na Universidade Federal do Pará – UFPA na cidade de Belém.
Sábado – 25/05 – Pará
10h: Ato de encerramento da caravana em defesa da educação e contra a reforma da Previdência na cidade de Concórdia.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu