Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Celpa vai à casa de clientes para cadastrar na Tarifa Social

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Foto: Arquivo | Dol

O benefício concede descontos de 10% a 65% na conta de energia elétrica da população de baixa renda

A Celpa está fazendo uma busca de clientes que tem o perfil para serem incluídos no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, que concede descontos de até 65% na conta de energia. O trabalho está sendo realizado nos municípios de Belém, Ananindeua, Castanhal, Marabá e Paragominas. Tudo ocorre por meio de visitas nas residências desses consumidores para cadastrar ou atualizar o Número de Inscrição Social – NIS, tornando-os aptos a receberem o benefício. A ação é realizada em parceria com as Prefeituras das cidades.


A iniciativa faz parte da frente Mais Inclusão que integra o projeto Comunidade Eficiente Celpa. Já com atuação nos cinco municípios, de junho a novembro deste ano o projeto já conseguiu cadastrar mais de 50 mil clientes no programa.

Para o Líder da área de Eficiência e Inovação da Celpa, Hugo Cardoso, as ações beneficiam toda a comunidade “Tem sido extremamente satisfatório para nós proporcionar esse benefício aos nossos clientes que além de pagarem uma conta de energia mais barata, podem ter a troca de até três lâmpadas ineficientes por lâmpadas de LED e ainda recebem orientações de como economizar energia”, destaca Hugo.

Além de estar com os dados atualizados no CadÚnico, é necessário também ter uma renda familiar mensal de até meio salário mínimo por pessoa para receber os descontos da Tarifa Social. Idosos com 65 anos ou mais e pessoas com deficiência de qualquer idade também têm direito ao benefício, via BPC – Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social.

Famílias com renda mensal de até três salários mínimos, também podem ser beneficiadas, desde que tenham entre os membros da família pessoa em tratamento de saúde domiciliar que requeira uso contínuo de equipamentos hospitalares, os quais consumam energia elétrica. Para este caso, é necessário apresentar laudo médico certificando a situação de saúde e a previsão do período de uso do aparelho. Laudo médico homologado por médico do Sistema Único de Saúde (SUS).

As famílias que se encaixam no perfil e já perderam o benefício, por não terem atualizado também poderão participar da ação e atualizar os seus dados e recuperar o benefício.

Programa Tarifa Social – O benefício do governo federal Tarifa Social de Energia elétrica concede descontos de 10% a 65% na conta de energia elétrica da população de baixa renda. Porém, o benefício pode ser perdido caso os clientes não atualizem os dados sociais do Cadastro Único (CadÚnico) junto aos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS). O cadastro deve ser atualizado a cada dois anos pelos beneficiários do programa.

Comunidade Eficiente Celpa – O programa atua com três vertentes, mais inclusão, mais educação e mais economia. Umas das ações do programa é a troca de geladeiras antigas por novas para clientes baixa renda e também a substituição de lâmpadas ineficientes por modelos novos e econômicos. Além disso, a iniciativa contempla palestras sobre o uso racional de energia, cursos de capacitação profissional.

Serviço – Para participar da ação os clientes precisam estar adimplentes com a companhia, comprovar renda e está com os seguintes documentos em mãos: Comprovante de residência; RG; CPF; e em casos de crianças na família é necessário apresentar a Certidão de nascimento dos filhos beneficiados e carteira de vacinação das crianças menores de 5 anos.

Publicidade

Veja
Também