Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Coluna do Lima Rodrigues – 19 de setembro de 2019

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O cantor Leonardo foi um dos destaques da programação musical da Feira Agropecuária de Xinguara

Ministério da Agricultura participa de ação para estimular produção de cacau no Brasil, com destaque para o Pará

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) será parceiro do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), com o apoio do Governo do Pará, na realização da Oficina de Implementação do Polo Transamazônico – Rota do Cacau, que acontecerá entre os dias 17 e 20 de novembro, nos municípios de Altamira e Belém. O objetivo é impulsionar o potencial produtivo do cacau e contribuir para a geração de emprego e renda, especialmente para pequenos e médios produtores rurais.


A Rota do Cacau faz parte do Programa Rotas de Integração Nacional do MDR, que mapeia as cadeias produtivas potenciais em todo o país e atua com redes interligadas de Arranjos Produtivos Locais (APLs) para promover inovação, diferenciação, competitividade e lucratividade de empreendimentos associados. A participação do Mapa será por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF) e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação (SDI).

Planeamento estratégico

O encontro vai reunir representantes de instituições públicas e atores locais interessados na instalação da Rota do Cacau, para debater a atualização do planejamento estratégico do Polo, a formalização do Comitê Gestor, propostas de cooperação e a execução de projeto de assistência rural. Também estarão na pauta temas como a viabilização do Centro de Referência do Cacau, a implementação do Projeto de Boas Práticas Agrícolas, o Programa PI Brasil, o Selo Brasil Certificado e a inauguração da incubadora de empreendimentos voltados para a inovação e o desenvolvimento da cadeia do cacau.

Bioeconomia

Técnicos da SAF estarão presentes na Oficina, expondo e articulando as possibilidades de integração com as diversas políticas públicas do Mapa, como os programas Bioeconomia Brasil – Sociobiodiversidade e Brasil Mais Cooperativo, voltados para a agricultura familiar e para pequenos e médios produtores rurais.

“A Rota do Cacau é mais uma possibilidade de somar esforços voltados para a estruturação de uma cadeia produtiva que tem significativa participação de agricultores familiares e pequenos e médios produtores. Dessa forma, podemos trazer mais efetividade e eficiência na aplicação dos recursos públicos para geração de renda destes produtores. Isso é bom para os agricultores, para as empresas e para o País”, destaca o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke.

A SDI, por meio do Departamento de Desenvolvimento de Cadeias Produtivas, apresentará a Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil), um programa nacional, coordenado pelo Mapa desde 2002, que objetiva a produção de alimentos sustentáveis e seguros para o consumo mediante a adoção das Boas Práticas Agrícolas, o uso racional de pesticidas e a adoção de rastreabilidade nas cadeias produtivas agrícolas e florestais. Os produtores que aderem à PI Brasil podem fazer uso do Selo Brasil Certificado, garantindo que a produção é sustentável e que respeita as legislações ambiental e trabalhista.

Chocolate Amazônia

Técnicos das duas Secretarias também participarão da abertura do Chocolate Amazônia 2019 – VI Festival Internacional do Chocolate e Cacau, que ocorrerá em Belém, de 19 a 22 de setembro. Durante o evento, a SDI realizará uma série de reuniões com representantes regionais da cadeia produtiva do cacau com vistas à adoção da PI Brasil na região amazônica.

Rota do cacau         

O cacau é considerado uma das grandes promessas de crescimento do setor agrícola no Brasil e, consequentemente, de promoção de desenvolvimento regional. Atualmente, 90% da produção nacional está concentrada, principalmente em dois polos: no litoral sul da Bahia, que abrange 26 municípios na Mata Atlântica e na Transamazônica, englobando 11 cidades paraenses na região da Floresta Amazônica.

O Pará vem surpreendendo e ultrapassou a Bahia, até então líder na produção. Em 2016, foram 117 mil toneladas de cacau produzido em aproximadamente 170 mil hectares no estado paraense.

O Brasil é o 7º maior exportador do produto no mundo. A agregação de valor do cacau supera 2.000% desde a amêndoa até o chocolate e a cadeia produtiva movimenta R$ 20 bilhões no território nacional. (Fonte: Ministério da Agricultura).

FAX 2019

De 7 a 15 de setembro fiz a cobertura da Feira Agropecuária de Xinguara, a FAZ 2019, a convite do presidente do Sindicato Rural daquele município, Joel Lobato, com o apoio da diretoria e do empresário e pecuarista Roberto Paulinelli, do Frigorífico Rio Maria.

Xinguara, localizada no sul do Pará, cortada pela BR 155, é considerada a “Capital do Boi Gordo”. O município conta hoje com um rebanho em torno de 500 mil cabeças de gado. A maioria dos fazendeiros tem origem em Goiás ou Minas Gerais. Quase todas as famílias chegaram há mais de 30 anos à região, prosperaram e fortaleceram a economia do município. Há ainda a família Quagliato, do Rio Grande do Sul, que está na região de Xinguara há 47 anos, sempre envolvida com a pecuária. Aliás, o nome do Parque de Exposições é Joel Quagliato, o patriarca da família. O auditório leva o nome de Fernando Luiz Quagliato, outro importante membro da família.

Extensa programação

A FAX começou no sábado, dia 7 de setembro, mas foi aberta oficialmente na noite de domingo, dia 8, com a presença de toda a diretoria do Sindicato Rural, da rainha e das princesas da festa, do prefeito municipal de Xinguara, Osvaldinho Assunção, que parabenizou o trabalho do sindicato rural e desejou boa festa a todos. O vice-presidente do Sindicato Rural de Xinguara, Fábio Assunção também desejou boas festas a todos.

O presidente do Sindicato Rural, Joel Lobato, agradeceu o apoio fundamental da prefeitura municipal, o empenho da diretoria, falou das reformas do parque e declarou aberta oficialmente a 22ª Feira Agropecuária de Xinguara.

Além de leilões e rodeio profissional da KGB Eventos, a FAX teve ainda Encontro de Veterinários, seminário sobre agronegócio, Rodeio Infantil em Carneiros, prova de Ranch Sorting (um esporte equestre que se baseia na apartação do gado em dois currais com duplas de cavaleiros), Prova de Marcha de Muares e muitos shows, com destaque para Lauana Prado, Marília Mendonça, Leonardo e Cleber e Cauan.

Vale lembrar que a prática desses esportes equestres no Pará tem o apoio fundamental do empresário e pecuarista Roberto Paulinelli, do Frigorífico Rio Maria e do Haras Santos Reis, de Rio Maria (PA).

Os detalhes da cobertura da FAX 2019 estarão neste domingo e nos próximos no Conexão Rural da Rede TV de Parauapebas.

Boa semana a todos com saúde. Obrigado meu Deus por mais um ano de vida.

Publicidade

Veja
Também