Publicidade

Com destaque para Parauapebas, vendas de veículos pesados crescem em janeiro

O ano de 2019 começou com crescimento nas vendas de veículos no Pará quando comparado com janeiro de 2018. O segmento de caminhões e ônibus foi o que teve um crescimento representativo, com 186,49% de aumento, comparado com janeiro de 2018, segundo dados fornecidos pelo Sindicato das Concessionárias e Distribuidoras de Veículos do Pará (Sincodiv/ PA-AP), ao fazer um balanço da comercialização de carros, motos e caminhões no Estado. Segundo ainda o sindicato, os veículos pesados tiveram este aumento por conta do crescimento do agronegócio.

Apesar da lenta recuperação econômica do país, o setor está otimista com a retomada das vendas em 2019. Os comerciais leves e automóveis também obtiveram um crescimento em relação a 2018, representando 10,14% das vendas, com 3.258 emplacamentos. “Estes números demonstram o empenho constante dos concessionários e distribuidores de veículos em buscar soluções para a crise, de criar oportunidades e oferecer benefícios para os clientes paraenses, no sentido de incentivar o setor. Esse cenário mostra, cada vez mais, a importância do segmento para a economia do Estado”, confirma Karina Denardin, presidente do Sincodiv.


As concessionárias e montadoras no Pará venderam, em janeiro deste ano, 7.921 veículos novos, incluindo automóveis, motos e caminhões. Os automóveis continuam sendo os mais procurados pelos paraenses, registrando saída de 3.258 unidades. A GM foi a marca que conquistou maior market share de automóveis no Pará, com 381 veículos do modelo ONIX comercializados, seguida da Hyundai com 166, e da GM, com 143 veículos comercializados.

Motocicletas – No Pará, o número de motocicletas comercializadas teve uma queda no período. Em janeiro de 2018 foram vendidas 4.634 motos no Estado; em 2019, o número foi de 4.295. A líder absoluta em vendas de motos no Estado é a Honda, que possui 90,76% do mercado, seguida da Yamaha. Essa queda nas vendas do segmento motociclístico em 2019 também é reflexo direto das altas taxas de desemprego e do difícil acesso ao crédito.

Implementos rodoviários – Outro segmento que cresceu bastante foi o de implementos rodoviários (reboques, semireboques e carrocerias, ou seja, os componentes do caminhão responsáveis pela função específica do transporte de cargas). Foram 55 comercializados, representando um crescimento de 292,86%, comparado com janeiro do ano passado.

MunicípiosParauapebas se destacou nas vendas de comerciais leves e ônibus, com 23,44 e 70,73%, respectivamente. Outros municípios que se destacaram foram Ananindeua, em segundo lugar nas vendas de automóveis, com 12,21%, e motos, com 8,87%. Marabá ficou em segundo lugar nas vendas de caminhões, com 13,45% das comercializações do Estado. Belém foi a primeira colocada nestes setores.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu