Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Ditadura é tema de projeto na escola Euclydes Figueiredo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

As torturas, censuras e repressão foram retratadas durante as apresentações dos trabalhos produzidos por alunos do 3º ano da Escola Estadual Euclydes Figueiredo. O projeto desenvolvido há seis anos na instituição se chama: “O cantar do homem no tempo e no espaço”. Por meio da música os estudantes vão fazendo representações de um dos momentos mais tensos da nossa história, a ditadura militar.

Para a professora de história Telma Fulanete e coordenadora do projeto, o objetivo é despertar nos alunos um conhecimento mais profundo sobre este período da história do país, marcado para muitos pelo cerceamento da liberdade de expressão. Ela se mostra satisfeita com o resultado.
“Os alunos se envolvem muito porque é uma maneira diferente de ver a história. É um tema atualíssimo já que ouvimos falar em volta da ditadura e se fala muito também que o nosso jovem não se posiciona. Mas, nós estamos mostrando que os jovens querem participar, serem mais ativos o que precisa é de espaço para eles”, ressalta a coordenadora.


A ditadura militar durou 21 anos no Brasil, foi de 1964 a 1985. As manifestações artísticas eram limitadas e opiniões e posicionamentos críticos ao governo não eram aceitos. Os conflitos entre sociedade e militares eram constantes. E tudo isso foi retratado pelos alunos. O projeto tem caráter avaliativo e interdisciplinar. Mas, para os estudantes a dedicação era muito mais do que conseguir boas notas, e sim a busca pelo aprendizado.
“Com esse trabalho despertou muito na gente um posicionamento mais firme diante do cenário político brasileiro”, destaca a estudante Glória Sthefany.

Reportagem: Anne Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também