Em Marabá, suspeitos de matar PM são assassinados dentro de hospital

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Dois homens foram assassinados a facadas na madrugada desta terça-feira (19) dentro do Hospital Municipal de Marabá, no sudeste do Pará. A Polícia Militar suspeita que eles tenham participado do latrocínio contra o sargento Marcos Rak Eduvirgem Rodrigues, que teria sido atingido pela dupla e não resistiu aos ferimentos.

O sargento foi baleado na noite de segunda-feira (18) em frente à sua residência, no bairro Nova Marabá, por dois homens que chegaram em uma moto para assaltá-lo. Após o roubo, o PM atirou contra os bandidos, que revidaram e iniciaram uma troca de tiros.


Marcos Rak chegou a ser levado para o hospital, passou por uma cirurgia, mas não resistiu e morreu no local. Ele atuava há 18 anos na corporação.

Mesmo baleados, os criminosos fugiram em direção à kitnet onde um deles residia. Ao chegarem ao local, eles caíram no chão e contaram aos vizinhos que tinham sido assaltados e também foram levados para o Hospital Municipal.

A Polícia Militar, suspeitando que a dupla baleada era a mesma que havia assassinado o policial, deixou uma guarnição com quatro policiais na unidade de saúde. Os suspeitos passaram por cirurgia e foram levados para a enfermaria.

Por volta das 3h30 da madrugada desta terça-feira, um grupo com cerca de 20 homens encapuzados invadiram o hospital, renderam os policiais e assassinaram os dois pacientes a golpes de faca.

Reportagem: G1-PA

Publicidade

veja também