Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Em Parauapebas, eleitores lotam Cartório Eleitoral para atualização de dados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma fila pela qual passa pelo menos 500 eleitores por dia, que inclusive pode ser evitada acessando o portal do TRE do Pará: http://www.tre-pa.jus.br/, escolhendo a opção local de votação, preenchendo os campos que aparecem (nome do eleitor, data de nascimento e nome da mãe, depois basta pressionar o botão ENVIAR e aparecerá o local de votação.

É isso mesmo. Com a mudança de inúmeros eleitores da zona 075 para a 106, necessária devido ao aumento do número de eleitores em Parauapebas, a Justiça Eleitoral, através do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), fez o chamado em 2016 para que os eleitores das escolas relacionadas: no bairro Da Paz – Carlos Henrique, Machado de Assis, Monteiro Lobato e Moranguinho; no Cidade Jardim, dos Minérios e Novo Brasil – Fernando Pessoa, Ruth rocha, Sandra Maria e Terezinha de Jesus; no Complexo Altamira – Domingos Cardoso, Eunice Monteiro, Vovó Ana, Novo Horizonte e Olga da Silva; no Cidade Nova, União Primavera e Maranhão – Cecília Meireles, CEUP, Sophos, Primavera II, João Prudêncio de Brito, Josias Leão da Silva, Marluce Massariol e Pequeno Príncipe; na Zona Rural e Núcleo Urbano de Carajás – (Vila Sansão) Alegria do Saber, (Palmares II) Crescendo na Prática, (Carajás) Colégio Pitágoras, (Vila Paulo Fonteles) Monteiro Lobato, (Palmares Sul) Paulo Freire; se apresentassem no Cartório Eleitoral para fazer a alteração constando nestes a nova Zona Eleitoral e Seção em que passarão a votar.


Porém, só nos últimos dias que se aproxima o fim do prazo, 9 de maio, que os eleitores começaram a se interessar ao cumprimento do TRE, o que tem gerado grandes filas e necessidade de que tribunal faça uma força tarefa para conseguir atender. “A necessidade do título físico é apenas para exigências bancárias e de empresas”, simplifica o chefe substituto do Cartório Eleitoral, Eliezer Almeida, dando conta que desde que o eleitor saiba seu endereço de votação e apresente documento oficial com foto (Carteira de Trabalho, RG, Carteira de Habilitação), não há necessidade da apresentação do título.

 

Outra ferramenta que dispensa a apresentação do título e até de documento oficial é o Aplicativo e-Título, que pode ser instalado, gratuitamente, nos celulares android e ios. Após instalado, basta preencher os campos que aparece o título digital; no rodapé dele aparecem as opções: onde votar, validação e sobre (outros assuntos relacionados); na opção ONDE VOTAR o eleitor fica sabendo onde está a Seção em que deverá se apresentar o dia das eleições.

Esta opção, título digital, dispensa a apresentação do título físico o que torna desnecessário enfrentar a fila para a atualização. “Frisamos que para a Justiça Eleitoral não há necessidade de ter o título físico, porém disponibilizamos em entrega-lo para suprir a necessidade do eleitor ao fazer contratos nos quais ele é exigido”, reforça Eliezer, tranquilizando o eleitor que os que não comparecerem ao Cartório Eleitoral até o dia 9 de maio não perderão o direito de exercer o voto nas eleições deste ano, 7 de outubro.

Após as eleições abrirão de novo a agenda para que os eleitores que queiram possuir o Título de Eleitor, físico, comparecem ao cartório eleitoral e faça a petição. Portanto, devem comparecer ao Cartório Eleitoral quem fará seu primeiro alistamento eleitoral ou teve seu título cancelado.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também