Empresa dona de veículo que atropelou e matou mulher informa que motorista é maior de idade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em nota enviada à redação do Portal Pebinha de Açúcar, assinada por Nilda Lisboa, a empresa Expresso Vitória afirma que o motorista que na hora do acidente dirigia o Saveiro de cor prata e placa QDE6C17 (veja matéria AQUI) é maior de idade e devidamente habilitado.

“O motorista é um cidadão de bem que estava trafegando atrás de volante trabalhando para esta empresa, em busca de seu sustento, não com a intenção de matar ninguém, sendo constrangedor [sic] os palavrões e xingamentos à sua pessoa nos comentários da publicação…”, diz trecho da nota.


Pede ainda a nota que este portal de notícias corrija imediatamente a “informação mentirosa” sobre o acidente, “pois as informações publicadas sobre a identidade do motorista são calúnias”.

Em tom de ameaça, Nilda Lisboa diz que “o advogado da empresa nos orientou a entrar em contato com o portal para que fosse retratada [sic] as informações, para que não haja processo, inclusive o motorista também irá entrar com um processo de calúnia, difamação e danos morais contra o portal no mesmo dia em que irá se apresentar à delegacia que já foi acionada por um de nossos advogados”.

No final da nota, a empresa se contradiz, afirmando que “sempre acompanhamos e acreditamos que as notícias deste portal são precisas e verdadeiras. E ainda acredito na verdade e na SERIEDADE deste meio de informação que é o pebinha de açúcar”.

Nota da redação
Como o leitor pode observar na matéria publicada nesta sexta-feira (8) sobre o acidente, em nenhum momento a reportagem citou o nome da empresa ou do motorista, referindo-se apenas, conforme informações colhidas no local do sinistro, que o motorista que conduzia o Saveiro seria um adolescente.

Nestes mais de 14 anos de existência desta empresa de comunicação, o Portal Pebinha de Açúcar sempre pautou suas matérias com responsabilidade, colhendo informações dos fatos de fontes seguras e respeitando os dois lados, e em nenhum momento publicou matérias mentirosas ou caluniosas, como afirma a empresa Expresso Vitória, na nota assinada por Nilda Lisboa.

veja também