Publicidade

Entidades apresentam propostas para a reabertura do comércio em Parauapebas

Assinado por entidades que representam segmentos comerciais diversos (Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas; Sindicato das Empresas de Alimentação e Hospitalidade de Parauapebas e Região; e Câmara de Dirigentes Lojistas de Parauapebas), o ofício foi encaminhado ontem (22), sexta-feira, ao Gabinete da Prefeitura Municipal de Parauapebas, Ministério Público do Estado do Pará e a Secretaria de Saúde de Parauapebas; visando abordar a eficácia do Lockdown, determinado pelo Decreto Estadual 729/2020, que prevê a implantação do modelo de fechamento geral em diversos municípios, incluindo Parauapebas, tendo início em 19/05 e término em 24/05, período em que fica proibida a abertura de empresas consideradas não essências, bem como a limitação quase que total da população de locomoção no município, apenas permitida para a realização de atividades essenciais.

De acordo com teor do documento, nota-se que o objetivo é ainda de apresentar proposta efetiva para a reabertura do comércio em Parauapebas visando atender aos interesses do mercado local, apresentando argumentos fáticos para a flexibilização das medidas aos estabelecimentos.


De acordo com o entendimento das entidades, pode ser afirmado que as empresas fechadas não diminuíram o número de casos, muito pelo contrário, segundo os empresários, os casos cresceram exponencialmente, chegando até agora a mais de mil pessoas infectadas. Podendo ser afirmado, por dados, que o comércio não é o foco de contágio e que as empresas podem funcionar, seguindo critérios rígidos de higiene e segurança.

A Associação realizou diversas pesquisas em municípios com características parecidas a Parauapebas, onde o comércio continuou funcionando, com as medidas de segurança para cada área de atuação. E no ofício, as entidades disponibilizam proposta para reabertura das empresas de forma escalonada e com regras de funcionamento, vejamos:

EMPRESAS QUE JÁ ESTÃO FUNCIONANDO COM OS CRITÉRIOS DE SEGURANÇA.

 

ESTABELECIMENTOS HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO E SIMILARES:

CONFECÇÃO / MARCENARIA / METALÚRGICA/ SERRALHERIA

06:00 18:00
PADARIAS E CONFEITARIAS 06:00 20:00
DEPÓSITOS E DISTRIBUIDORAS 06:00 19:00
CONSTRUÇÃO CIVIL 07:00 17:00
HIPERMERCADOS, SUPERMERCADOS, MERCADOS E MERCEARIAS 07:00 22:00
FARMÁCIAS E DROGARIAS 07:00 22:00
POSTOS DE COMBUSTÍVEIS 06:00 22:00
LOJAS DE CONVENIÊNCIAS DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS 08:00 21:00
COMÉRCIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO 08:00 18:00
COMÉRCIO DE VEÍCULOS, OFICINAS E AUTO PEÇAS 09:00 17:00
PET SHOPS, LOJAS DE PRODUTOS PARA ANIMAIS, MEDICAMENTOS VETERINÁRIOS E COMÉRCIO DE INSUMOS AGRÍCOLAS 09:00 17:00
AGÊNCIAS BANCÁRIAS 10:00 16:00
CASAS LOTÉRICAS 08:00 17:00
ALIMENTAÇÃO – PRODUÇÃO E DELIVERY 09:00 24:00
COMÉRCIO DE GÁS GLP E LAVANDERIAS 10:00 18:00
INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 11:00 19:00
ATIVIDADES DE PRODUÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO, MANUTENÇÃO, REPOSIÇÃO, ASSISTÊNCIA TÉCNICA, MONITORAMENTO E INSPEÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE INFRAESTRUTURA, INSTALAÇÕES, MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS EM GERAL, INCLUÍDOS ELEVADORES, ESCADAS ROLANTES E EQUIPAMENTOS DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO 11:00 18:00
CLINICAS MÉDICAS DE TODOS OS RAMOS. 09:00 18:00
SERVIÇOS DE HOSPEDAGEM – HOTEL 08:00 24:00

 

 As empresas acima já estão funcionando atendendo os seguintes critérios de funcionamento:

1 – Lotação Máxima de 50% do estabelecimento;

2 – Distanciamento Mínimo de 1 (um) metro por pessoa;

3 – Entrada nas lojas obrigatoriamente com máscara;

4 – Disponibilização de produtos de higiene: álcool 70%, sabão e derivados.

5 – Apenas um membro da família pode adentrar nos estabelecimentos.

6 – Hotel com serviço de alimentação somente no quarto.

7 – Sanitização dos estabelecimentos 2 (duas) vezes por semana, com produtos de limpeza adequados, devidamente indicados pela Vigilância Sanitária.

EMPRESAS NÃO ESSENCIAIS DE RISCO BAIXO E MODERADO

 

ESTABELECIMENTOS HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
COMÉRCIO VAREJISTA – VESTUÁRIO  

 

 

 

 

09:00 às 17:00, inclusive aos sábados.

COMÉRCIO VAREJISTA – ÓTICAS, EMPRESAS DE FORNECIMENTO DE PRÓTESES E ÓRTESES
COMÉRCIO VAREJISTA – ASSISTÊNCIA E VENDA DE CELULAR
COMÉRCIO VAREJISTA – MÓVEIS, ELETROELETRÔNICOS E ELETRODOMÉSTICOS.
COMÉRCIO VAREJISTA – MALHARIA, ARMARINHO E DE TECIDOS
COMÉRCIO VAREJISTA – ARTIGOS DE FESTAS, ARTIGOS PARA O LAR E DECORAÇÃO
COMÉRCIO VAREJISTA – PERFUMARIA E AFINS
COMÉRCIO VAREJISTA – LOJAS DE BRINQUEDO
COMERCIO VAREJISTA: DEMAIS ATIVIDADES

 

ESTABELECIMENTOS HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
CLÍNICA DE ESTÉTICA  

11:00 às 21:00, inclusive aos sábados.

SALÃO DE BELEZA
BARBEARIA EM GERAL

 

As empresas apresentadas acima possuem um papel de menor essencialidade, porém apresentam características que contribuem indiretamente para o bem-estar da população e promovem o melhor funcionamento de empresas essenciais.

Desse modo poderão abrir atendendo os seguintes requisitos:

1 – Lotação Máxima de 50% do estabelecimento

2 – Distanciamento Mínimo de 1 (um) metro por pessoa;

3 – Entrada nas lojas obrigatoriamente com máscara;

4 – Disponibilização de produtos de higiene: álcool 70%, sabão e derivados.

5 – Formação de filas de no máximo 10 pessoas no lado esterno da loja, com aplicação de sinalização vertical e horizontal, com distância mínima de 2 (dois) metros.

6 – Sanitização dos estabelecimentos 2 (duas) vezes por semana, com produtos de limpeza adequados, devidamente indicados pela Vigilância Sanitária.

As lojas de médio risco devem ter sua abertura programada para o dia 25/05/2020.

EMPRESAS NÃO ESSENCIAIS DE RISCO MÉDIO E ALTO

 

ESTABELECIMENTOS HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
BARES (atendimento dentro do estabelecimento) 17:00 24:00
RESTAURANTES (atendimento dentro do estabelecimento) 11:00 22:00
SHOPPING CENTERS/ CINEMA DO SHOPPING/ PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO 11:00 21:00
ACADEMIAS DE MUSCULAÇÃO, PILATES E AFINS 08:00 22:00
ESCOLAS TÉCNICAS E PROFISSIONALIZANTES 10:00 21:00

 

As atividades acima são consideradas de grande risco de contaminação, pela aglomeração de pessoas, portanto, seus critérios são mais rígidos para evitar o contágio.

Desse modo poderão abrir atendendo os seguintes requisitos:

1 – Bares e Restaurantes:

Lotação máxima de 50% do estabelecimento;

Distanciamento mínimo de 2 metros por mesas, com lotação máxima de 4 (quatro) pessoas por mesa;

Uso obrigatório de máscaras, só sendo autorizada a retirada durante a refeição;

Disponibilização de álcool em gel 70%;

Talheres devem ser embalados individualmente. Pratos, copos e demais utensílios devem estar protegidos;

Nos buffets, deve haver luvas descartáveis para os clientes usarem ao se servirem. Os clientes devem colocá-las antes de pegar o prato e os talheres;

Organizar as filas de forma a manter 1,5 metro entre os clientes.

No caso de música ao vivo, a banda, instrumentista, DJ. ou qualquer outro entretenimento envolvendo música, apenas com distanciamento mínimo de 3 metros do palco para as mesas, com utilização obrigatória de máscaras;

Será proibida a entrega de cardápios físicos, deverá ser disponibilizado cardápio digital;

Sanitização dos estabelecimentos 2 (duas) vezes por semana, com produtos de limpeza adequados, devidamente indicados pela Vigilância Sanitária.

2 – Shopping centers:

Uso obrigatório de Máscaras;

Deve ser garantida a distância de 1,5 metro entre os clientes nas áreas comuns;

Limite de lotação em 50% da capacidade, os administradores dos estabelecimentos ficam responsáveis pelo controle do número de clientes no local;

Disponibilizar álcool 70% nos acessos e saídas do estabelecimento, nas áreas de uso comum, nos corredores, nos acessos e saídas de escadas e elevadores e nos estacionamentos;

Proibido o uso de bebedouros;

Fica proibido ao cliente provar roupas, acessórios como bijuterias e calçados e cosméticos;

Os trabalhadores devem usar máscaras e manter distância de 1,5 metro entre eles.

O número de clientes em uma loja não pode ser maior do que 50% da capacidade do local;

Medidor de temperatura nas entradas, barrando a entrada de quem estiver com temperatura acima de 37º graus.

Pias com sabão e álcool, em todas as entradas;

Sanitização dos estabelecimentos 2 (duas) vezes por semana, com produtos de limpeza adequados, devidamente indicados pela Vigilância Sanitária.

3 – Praça de Alimentação do Shopping:

Distanciamento mínimo de 2 metros por mesa, com lotação máxima de 4 (quatro) pessoas por mesa;

Distanciamento de 1,5 metro entre os clientes nas filas dos estabelecimentos;

Lotação máxima de 50% das mesas de uso comum.

Demarcação vertical e horizontal entre as pessoas da fila, com aglomeração máxima de 10 (dez) pessoas por fila,

Sanitização dos estabelecimentos 2 (duas) vezes por semana, com produtos de limpeza adequados, devidamente indicados pela Vigilância Sanitária.

– Cinema:

Funcionando com 50% da capacidade e respeitando espaço recomendado entre as cadeiras;

Espaçamento de uma cadeira por pessoa dentro das salas,

Uso obrigatório máscaras durante toda a sessão;

Filas para entrada nas salas com distanciamento mínimo de 1,5 metro por pessoa, com demarcação da fila vertical e horizontal.

Sanitização dos estabelecimentos 2 (duas) vezes por semana, com produtos de limpeza adequados, devidamente indicados pela Vigilância Sanitária.

5 – Academias de musculação, pilates e afins:

O número de clientes dentro da academia deve ser, no máximo, 30% da capacidade;

Cada aluno pode ficar, no máximo, 60 minutos na academia;

Os alunos não podem usar o celular durante a prática da atividade física;

A academia deve organizar os alunos em grupos de horários. Esse grupo deve começar e parar as atividades no mesmo período de tempo;

Deve haver um intervalo de 15 minutos para a chegada do próximo grupo, permitindo que se faça a limpeza da academia antes de mais alunos começarem os exercícios;

Na entrada da academia deve ter álcool 70% ou outra forma de higienizar as mãos;

Alunos e funcionários devem higienizar as mãos com álcool 70% na entrada e na saída do estabelecimento, sempre que utilizar os equipamentos e durante a realização das atividades;

Os equipamentos devem ser higienizados com álcool 70% após o uso;

Equipamentos que registrem a digital do cliente, como algumas catracas, devem ser desativados. O controle de entrada e saída de alunos deve ser feito por um funcionário;

Obrigatório o uso de máscaras por funcionários e clientes dentro da academia;

Obrigatório ter a distância de 1,5 metro entre as pessoas;

Obrigatório o uso de toalha durante a prática da atividade física;

Os bebedouros devem ser desativados. Cada aluno deverá levar sua água, que não pode ser compartilhada;

Guarda-volumes não podem ser usados;

O uso de vestiários para banhos ou trocas de roupas só é permitido para alunos que usem a piscina; para as piscinas, deve ser disponibilizado álcool 70% antes que o aluno toque na escada; os alunos devem usar chinelos no ambiente onde fica a piscina; as escadas, bordas e balizas devem ser higienizadas após o fim da aula; caso haja lanchonete na academia, só poderá ser feita entrega no balcão. O consumo no local não é permitido,

Sanitização dos estabelecimentos 2 (duas) vezes por semana, com produtos de limpeza adequados, devidamente indicados pela Vigilância Sanitária.

6 – Escolas Técnicas e Profissionalizantes:

Lotação máxima de 50% (cinquenta por cento);

Distanciamento mínimo de 1,5 metro por cadeira;

Disponibilização de álcool em gel nas entradas das salas de aula;

Proibição de material impresso, devendo tudo o conteúdo ser disponibilizado eletronicamente;

Higienização das salas de 2 (duas) em duas horas,

Sanitização dos estabelecimentos 2 (duas) vezes por semana, com produtos de limpeza adequados, devidamente indicados pela Vigilância Sanitária.

A abertura desses estabelecimentos está prevista para depois do lockdown, conforme informa o Decreto Estadual 729/2020, que determina seu término em 24/05. Portanto, a data mais indicada para abertura dos estabelecimentos com maior riso de contagio fica para 01/06/2020.

A Abertura em particular os Shoppings Center, por ser ramo diferenciado, tem a data aconselhada para volta de suas atividades em 08/06/2020.

Por fim, caso a proposta seja aplicada e os estudos apresente redução no número de contaminados, seria seguro que o comércio reabrisse completamente em 20/06/2020, mantendo normas de segurança de higiene básicas, que podem ser discutidas em momento oportuno.

 

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu