Estrada de Ferro Carajás é desobstruída e trem de passageiros volta a circular

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Vale informa que no fim da manhã do último sábado, (2), a Estrada de Ferro Carajás (EFC) foi interditada no km 230, por líderes da comunidade Borgea, localizada no município de Tufilândia (MA). A interdição, além de gerar perigo de desastre ferroviário, interrompeu o serviço público de transporte de cargas e passageiros, gerando o cancelamento da viagem do Trem de Passageiros no domingo, 3/4. A EFC foi desobstruída no mesmo dia, às 17h.

Os invasores descumpriram decisão judicial que impedia a obstrução da ferrovia, sob o pretexto de protestar contra as condições dos acessos à comunidade, incorrendo no exercício arbitrário das próprias razões, além de incorrer no crime de desobediência à ordem judicial.


A Vale reforça que não concorda com esse tipo de manifestação pois impede o direito de ir e vir da comunidade. A empresa adotará as medidas judiciais para responsabilizar civil e criminalmente os responsáveis.

Em decorrência da paralisação, os passageiros do trem que partiu no sábado, às 8h, da Estação Ferroviária de São Luís em direção à Parauapebas, no sudeste do Pará, terão que completar a viagem pela rodovia em ônibus fretado pela Vale. As viagens serão retomadas na segunda-feira, 4/4, com o trem saindo da Estação Ferroviária de São Luís para Parauapebas. Os passageiros que já haviam comprado seus bilhetes podem ir às estações e pontos de vendas para realizar a remarcação ou solicitar reembolso.

Os usuários do Trem de Passageiros que desejarem obter mais informações, os contatos podem ser feitos por meio do Alô Ferrovias (0800 285 7000).

veja também