Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Estudantes de escola pública em Parauapebas lançam livro “Amar”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na época em que escreveram o livro, as meninas cursavam o 9° ano, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Olga da Silva.

Dois anos depois, já no Ensino Médio, elas se emocionam ao falar do trabalho: “Estamos muito felizes e agradecidas, realizando nosso maior sonho. Agradecemos a Deus, à nossa professora Andréa, que lutou pela gente, ao Paulo Poeta, que nos ajudou a registrar o livro como uma obra literária e, principalmente, à Juliana de Souza, que acreditou em nosso sonho e fez com que ele se tornasse realidade”, declararam.


A professora lembra como tudo começou. “Iniciamos o projeto com todos os alunos das duas turmas que eu ministrava as aulas, mas com o passar do tempo as meninas se destacaram. Estou muito feliz em poder estar participando desse momento único na vida delas. Agradeço todo apoio que a Semed nos deu, sem esse apoio, nada disso teria acontecido”, disse.

A secretária municipal de Educação, Juliana de Souza, parabenizou a iniciativa da professora de português, agradeceu as autoras pelo trabalho e ressaltou a importância da parceria com a Academia Parauapebense de Letras, que ajudou a seguir o caminho para a publicação. “Conseguimos a impressão de 1000 exemplares, que serão distribuídos em todas as escolas da rede municipal. Estamos todos muito felizes com o lindo trabalho desenvolvido pelas alunas”, concluiu.

O lançamento do livro, que também foi ilustrado por alunos da rede pública municipal de ensino,é um marco não só para a vida das adolescentes, mas também é um momento representativo para a gestão do prefeito Valmir Mariano. Um símbolo do compromisso com uma educação de qualidade para as crianças de Parauapebas.

Tarde de autógrafos

Logo após o lançamento do livro, as autoras autografaram os livros do público presente. Participaram da cerimônia a secretária municipal de Educação, Juliana de Souza, o jornalista e representante da Academia Parauapebense de Letras, Waldyr Silva, o diretor da Escola Olga da Silva, Weliton Carreiro, e a professora de português e orientadora do livro “Amar”, Andréa Araújo.

Publicidade

Veja
Também