Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Exame de certificação chega às prisões

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) está sendo aplicado, este ano, em diversas prisões.

As provas, marcadas para os dias 18 e 19 de setembro, têm como principal objetivo possibilitar a avaliação de competências e habilidades básicas de jovens e adultos que não tiveram acesso à escolaridade regular na idade considerada apropriada.


Em Parauapebas, 25 presos se inscreveram para as provas, mas apenas 13, sendo oito do Ensino Fundamental e cinco do Ensino Médio, participaram.

De acordo com o diretor da carceragem no município, Murilo Sousa, os demais inscritos que não fizeram a prova foram transferidos, por isso não participaram em Parauapebas.

“Vejo o Encceja como um complemento da ressocialização e de reinserção social”, opina Murilo, dando conta que muitos detentos desperdiçaram a oportunidade quando estavam em liberdade, porém, outros por algum motivo só encontraram a oportunidade na prisão.

Murilo avalia ainda como bem proveitosa esta oportunidade dada dentro do sistema penal e aproveitada por muitos que pretendem sair da cadeia com uma profissão adquirida através de cursos profissionalizantes, técnicos e até superiores.

Há casos recentes ocorridos em Parauapebas que detentos saíram e abriram negócios graças a treinamento em panificação recebido dentro da carceragem e outros que ganharam a liberdade com trabalho de carteira assinada.

“Além de ser um dever do sistema penal, tenho isto como um compromisso de cidadão. Por isso, fico feliz em ver que alguns presos têm a intenção de, ao sair daqui, recomeçar uma vida lá fora longe do crime”, afirma Murilo, revelando que esta não é a primeira vez que presos participam do Encceja na carceragem de Parauapebas.

Sobre o Encceja – As inscrições são gratuitas e puderam ser feitas pela internet ou nas agências dos Correios dos municípios que fizeram a adesão.

Os candidatos de cidades que não tenham aderido puderam se inscrever na mais próxima em que a prova vier a ser aplicada.

A inscrição pode ser feita para todas as áreas de cada etapa ou para apenas uma, de forma a obter aprovação em cada matéria separadamente.

As disciplinas do nível fundamental são língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação; história e geografia; matemática e ciências naturais.

No ensino médio, as provas compreendem as áreas de linguagens, códigos e suas tecnologias e redação; ciências humanas e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias.

O participante faz quatro provas e, ao atingir a pontuação mínima exigida, é aprovado e certificado na etapa de ensino na qual se inscreveu (fundamental ou médio).

A idade mínima exigida para o candidato é de 15 anos para o ensino fundamental e de 18 anos para o médio.

Reportagem: Francesco Costa  |  Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também