Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Fiscalização em semáforos de Parauapebas irá iniciar após campanha educativa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Como alternativa de proporcionar ainda mais tranquilidade à população, a Secretaria de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi) da Prefeitura de Parauapebas fará a interligação dos semáforos, com equipamentos de fiscalização eletrônica e câmeras de videomonitoramento, formando um cerco eletrônico para garantir aos proprietários de veículos mais segurança.

“Esse governo tem se preocupado, acima de tudo, com a segurança viária. E não podemos deixar de fazer o planejamento devido com antecedência”, diz o titular da Semsi, Wanterlor Bandeira.


Para alertar os motoristas sobre os novos equipamentos, uma campanha educativa já está nas ruas, com os personagens “Sinal e Pardal”, como defensores da vida no trânsito. Quem respeita o sinal, não precisa se preocupar com o pardal: é a mensagem que a dupla transmite para os condutores.

A fiscalização dos equipamentos é de competência do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT) e conta com a participação do Centro de Controle e Operações (CCO). “Temos ciência de que o índice de furto de motocicletas e veículos de modo geral é muito grande no município. A partir do momento em que essas placas dos veículos furtados forem comunicadas ao CCO, serão cadastradas, possibilitando que o sistema acompanhe por onde esse veículo tem transitado, facilitando o trabalho da Polícia Militar e DMTT na recuperação deste veículo”, explica o diretor do DMTT, Glauber Mota.

Quanto ao funcionamento do sistema, Glauber Mota reforça que o mesmo somente começará após sensibilização dos condutores realizada pelo Núcleo de Educação para o Trânsito (NET). “Os equipamentos foram instalados, o Inmetro está fazendo a aferição, teremos uma campanha educativa para que a população esteja ciente que o avanço de sinal é uma infração de trânsito e que gera um risco de dano muito grande”, pontua o diretor.

De acordo com o DMTT, o sistema foi instalado em pontos estratégicos de Parauapebas, como, por exemplo, nas saídas de Canaã dos Carajás, Curionópolis e Palmares.

Reportagem: Sara Nascimento

Publicidade

Veja
Também