Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

GAECO prende advogada e PM’s suspeitos da morte de advogado em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com informações divulgadas à imprensa através do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), os presos são suspeitos de envolvimento no assassinato do advogado Dácio Cunha que tinha 42 anos de idade e foi alvejado por disparos de arma de fogo no dia 5 de novembro de 2013 enquanto esperava a entrega de uma pizza.

Os presos


A conhecidíssima e bastante conceituada advogada Betânia Maria Amorim Viveiros foi presa sob a acusação de ser a suposta mandante da morte do seu colega de profissão Dácio Cunha.

Além da advogada, o GAECO prendeu três policiais militares, sendo Francisco da Silva e Sousa e Kacilio Rodrigues, que estão sendo acusados de serem os autores do crime, e ainda o Capitão Dercílio Júlio de Souza Nascimento, acusado de ter agenciado o crime. Júlio foi preso no município de Redenção, também na manhã desta quinta-feira (18).

Foto do Advogado Dácio, ainda em vida
Foto do Advogado Dácio, ainda em vida

As investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado iniciaram após uma denúncia ter sido assinada por todos os promotores de Justiça da Comarca de Parauapebas com o auxílio do GAECO.

Os suspeitos devem ser encaminhados para Belém do Pará ainda nesta quinta-feira (18), onde prestarão depoimento oficial às autoridades, porém, antes, serão submetidos a exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

Publicidade

Veja
Também