Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

GESTÃO 2006: Contas do prefeito Darci Lermen são aprovadas na Câmara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com recomendações dos conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), as contas do prefeito Darci José Lermen, referentes ao exercício 2006, foram aprovadas, com ressalvas, com aplicação de multas a serem arbitradas pelo Plenário. A aprovação foi realizada durante sessão ordinária realizada nesta quarta-feira (16) na Câmara Municipal de Parauapebas.

Tratam-se os autos da Prestação de contas da Prefeitura Municipal de Parauapebas, exercício financeiro de 2006, de responsabilidade de Darci José Lermen. A documentação foi analisada “in loco”, através de Inspeção Ordinária, realizada no município de Parauapebas.


No relatório do TCM, o Balanço Financeiro analisou: receitas e despesas, subsídio dos gestores municipais, obrigações patronais e licitações; e ao final deu como relatório, por votação unânime, em conformidade com a ata da sessão e nos termos do relatório e voto do conselheiro relator, emite parecer prévio recomendando à Câmara Municipal de Parauapebas, a aprovação com ressalvas, dando por regular que o ordenador recolha as seguintes multas:

AOS COFRES MUNICIPAIS – R$ 9.120,00 (nove mil, cento e vinte reais), valor que é 5% dos seus vencimentos anuais, em função de remessa extemporânea dos relatórios de Gestão Fiscal.

AO FUMRAP – R$ 500,00 (Quinhentos reais), pela remessa intempestiva da documentação do 1º e 2º quadrimestre, vencida.

R$ 1.000,00 (hum mil reais) pela remessa intempestiva dos relatórios resumidos de execução orçamentária, vencida.

O relatório assinado pelo conselheiro Aloísio Chaves foi apresentado na sessão da Câmara Municipal de Parauapebas realizada hoje, 16, e depois de intensa e extensa discussão, foi votado e aprovado por unanimidade.

Em meio às discussões, o vereador Francisco do Amaral Pavão (PSDB) pediu vistas ao processo, porém, posto em votação, seu pedido recebeu apenas cinco votos favoráveis e nove contrários, não sendo aprovado.
Dando continuidade à votação da aprovação das contas todos votaram a favor sendo aprovado por unanimidade.

Da gestãoDarci Lermen, exercia na época o segundo ano de seu primeiro mandato como prefeito de Parauapebas, quando geriu uma receita de R$ 239.426.662,98 (duzentos e trinta e nove milhões, quatrocentos e vinte e seis mil, seiscentos e sessenta e dois reis e noventa e oito centavos).

Naquele mesmo ano foi pedido dotação orçamentária de R$ 106.161.151,00 (cento e seis milhões, cento e sessenta e um mil, cento e cinquenta e um reais), porém mesmo aprovado na Câmara Municipal, foi depois anulado.
Mesmo assim, Darci ordenou pagar despesas de R$ 213.936.153,01 (duzentos e treze milhões, novecentos e trinta e seis mil, cento e cinquenta e três reais e um centavo).

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também