Governo anuncia plano para retorno das aulas presenciais no Pará em agosto

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Helder Barbalho – Governador do Pará

O plano de retomada das aulas presenciais no Pará foi apresentado, nesta sexta-feira (23), pelo governador Helder Barbalho (MDB), pela titular da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e do titular da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa). O retorno será no dia 2 de agosto. As aulas estão suspensas desde o começo da pandemia da covid-19, em março de 2020. O retorno será de forma híbrida: as famílias escolhem como querem fazer, mas podem seguir no remoto. Tudo será por etapas e com calendários específicos. Não será tudo de uma única vez.

O primeiro grupo de retorno será: terceiro ano do médio, nono ano e quinto ano do ensino fundamental, além dos concluintes do EJA. As informações com as escalas de presença dos alunos estarão disponíveis no site da Seduc e também nas sedes das escolas. Os alunos receberão máscaras. O retorno, enquanto não for 100%, não é obrigatório.


Por unanimidade, garantiu Helder, os membros do Conselho Estadual de Educação validaram a proposta. Ao longo da aplicação do plano, que começa com 25% de presença nas salas, pode haver mudanças. O acompanhamento epidemiológico será feito continuamente após um ano e quatro meses de aulas suspensas. Há a garantia de distanciamento nas salas, higienização e estrutura para essa higiene. Na entrada, os estudantes terão a temperatura verificada.

“Caso haja necessidade de eventuais ajustes, todos nós, de forma sensata, faremos ajustes para aperfeiçoar e garantir a recuperação do tempo perdido, face a essa paralisação, considerando saúde e vida de nossos profissionais de educação de nossos alunos. Esse é um momento de muita felicidade. Paralisar as aulas foi uma decisão difícil”, afirmou Helder.

O governador ressaltou que todos os profissionais da educação já foram vacinados com a primeira dose. Nesta semana, inicia a campanha para a segunda dose, dependendo de cada vacina. “Isto nos permite dar esse passo decisivo e essencial para recuperar o convívio escolar e social e ter na escola a referência de valores que só a educação é capaz de fazer”, reforçou.

Helder ressaltou que 585 mil alunos foram beneficiados com o vale-alimentação escolar de R$ 80 por aluno, por etapa. Neste momento, está sendo concluída a 11ª recarga. O investimento é de R$ 500 milhões.

Nesse período de ensino remoto, 15 mil professores foram formados e o governador agradeceu a cada profissional, reforçando que os professores e cada servidor da educação não mediram esforços para manter as aulas, fosse nos materiais impressos, fosse nas plataformas digitais. E agradeceu a paciência das famílias em se reinventar para garantir que os estudantes não ficassem sem estudar.

O governador destacou a necessidade de a população não perder a vacinação e seguir. “Só podemos anunciar o retorno porque avançamos na vacinação. Minha solidariedade às famílias que perderam um ente querido. Bom retorno às aulas presenciais”, concluiu.

veja também