Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Governo garante moradia digna para mais de 55 mil famílias em todo o Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ao todo, 1.200 famílias foram beneficiadas, alcançando 55.345 famílias paraenses ao longo de 12 anos de existência do Programa. A cerimônia contou com a participação do governador Simão Jatene, do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, entre outras autoridades.

A entrega do benefício demonstra o esforço do governo do Estado em manter o programa de transferência de renda, um dos maiores do Brasil, diante da conjuntura financeira nacional adversa. O programa já se consolidou como um importante instrumento de combate ao déficit e inadequação habitacional, dando às famílias paraenses a possibilidade de construir, reformar ou ampliar suas moradias. O Programa Cheque Moradia integra a política habitacional desenvolvida pelo governo do Estado. Só nos últimos quatro anos foram 26.381 famílias que receberam o benefício, totalizando cerca de R$ 280 milhões em investimentos.


Entre as famílias atendidas pela Companhia de Habitação do Pará (Cohab), estão as que perderam suas casas no incêndio ocorrido na Passagem Bugarim, bairro da Cremação, no dia 22 de julho. Zelita Gomes dos Santos falou em nome das vítimas e destacou o trabalho rápido da prefeitura e do governo do Estado, por meio da Cohab, em dar todo o atendimento para que as nove famílias pudessem reconstruir suas casas. “Eu agradeço a todos que se empenharam em nos ajudar, porque naquele incêndio nós perdemos tudo”, declarou emocionada. “Hoje a minha família pode sonhar com um lar, graças ao Programa Cheque Moradia. As casas eram quase todas de madeira, mas hoje estamos reconstruindo tudo em alvenaria, e isso vai dar mais conforto pra todos da minha família”, revelou Zelita que é parente de cinco das nove famílias que perderam tudo no sinistro.

Para o governador Simão Jatene, o programa habitacional coordenado pela Cohab é uma política pública que está consolidada e a prova disso é a satisfação das famílias beneficiadas por ele. “O Cheque Moradia já se consolidou e é um programa permanente que tem características muito fortes, chegando até aqueles que de fato precisam. Além disso, ele contribui para que as pessoas desenvolvam o sentimento da solidariedade, porque a construção em si termina sendo um desafio e acaba mobilizando a família, o bairro, enfim, num movimento que resulta nessa construção. É um programa exitoso e que não é mais do governo e sim de toda a sociedade paraense. Por isso me emociono a cada entrega. Nós já alcançamos mais de trezentos milhões de reais aplicados no programa. Alguns já tentaram desqualificar o Cheque Moradia, mas isso é perverso com um programa que tem mais de dez anos e que vem dando certo”, reforçou Jatene.

Antes da cerimônia, as famílias beneficiadas assistiram um vídeo com vários depoimentos de pessoas que receberam o benefício habitacional do governo do Estado e reconstruíram, melhoraram ou ampliaram suas casas. O público presente também acompanhou a participação especial do saxofonista Harley Bichara e do pianista Rubenare Marques, ambos da Fundação Carlos Gomes. Dez pessoas foram escolhidas para receber o benefício simbolicamente durante a cerimônia. Eles ocuparam lugar de destaque no palco do auditório. Ao final, a equipe da Cohab fez a entrega a todos os usuários presentes.

Em todo o Pará – A diretora do Programa Cheque Moradia, Ana Célia Cruz, informou que a maioria dos benefícios destina-se a novas construções tendo em vista a melhoria da qualidade de vida dessas famílias. “A maior parte dessas famílias possui casas precarizadas, de madeira e muito antigas. Temos ainda um grande percentual de pessoas que vivem como agregadas. Nossa meta de atendimento para este ano é bem ousada, são 12 mil famílias. Estaremos atingindo todos os municípios paraenses, com foco maior para aqueles com menor índice social, como é o caso dos moradores da região do Marajó”, apontou Ana Célia Cruz.

A diretora da Cohab destacou ainda a atuação do Programa Cheque Moradia na Rota Turística Belém-Bragança. “Nosso programa habitacional está ainda inserido no projeto de desenvolvimento turístico e econômico da região Bragantina, no percurso da antiga estrada de ferro Belém-Bragança”, informou Ana Célia. As famílias que residem ao longo da rota turística já receberam o benefício habitacional e dentro de pouco tempo já se poderá visualizar a mudança na qualidade de vida dessa população, que antes vivia em casas de palha ou barro.

Publicidade

Veja
Também