Single Posts
Confirmados
26.267
Single Posts
Recuperados
15.327
Single Posts
Óbitos
177

 Publicidade

Homem confessa ter matado “Arielza”; veja o que ele disse em depoimento à polícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Polícia age rápido e prende acusado de matar “Arielza”

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar conversou com exclusividade com o Delegado de Polícia Civil Nelson Alves, responsável pelo caso do bruto assassinato ocorrido na manhã da última terça-feira (23), que resultou na morte do homossexual Ary Ribeiro da Silva, conhecido como “Arielza”.

Como foi noticiado AQUI no Portal Pebinha de Açúcar, graças à agilidade de homens da Polícia Militar e Civil, em menos de 12 horas após o crime que chocou Parauapebas, o acusado da morte de Ary foi preso. Trata-se de Matheus Lima dos Santos, que inclusive já teve passagens pela polícia e já cumpriu pena na Carceragem do Bairro Rio Verde, em Parauapebas.


Matheus confessa o crime em depoimento à Polícia Civil

Perguntado pela reportagem sobre os detalhes do depoimento, o Delegado Nelson Alves afirma que Matheus confessou ter tirado a vida de “Arielza”.

“A principio, em depoimento ele ficou quieto, não quis falar. Nós mostramos a ele umas imagens que foram obtidas ontem por volta das 22h30, inclusive mostrando ele deixando a casa da vítima, além de relatar que testemunhas tinham observado ele na companhia de Ary. Depois disso, Matheus resolveu comentar que a vítima o convidou para beber vinho e que no momento em que Ary começou a o acariciar, ficou irritado. Matheus relatou que Ary teria oferecido um valor para que eles pudessem ter relações sexuais e que teria aceitado, mas antes do ato, Matheus relata que deu um mata leão em Ary e o mesmo veio a desmaiar e usando uma faca e uma chave de fenda, Matheus acabou lesionando Ary e o matando, inclusive ficando faca e chave cravados no pescoço da vítima fatal”, relatou o delegado Nelson.

Homem confessa ter matado “Arielza”; veja o que ele disse em depoimento à polícia
Nelson Alves – Delegado responsável pelo caso

 

Matheus ainda arrastou o corpo de Ary até o banheiro e o jogou em uma geladeira velha que servia como compartimento para o armazenamento de água.

Ainda de acordo com a autoridade policial, Matheus afirmou que tem certa simpatia por uma facção criminosa e afirmou que não queria ficar preso em cela que membros do Comando Vermelho (CV) estivessem. “Ele já teve preso anteriormente por duas vezes na Cadeia Pública de Parauapebas e certamente teve algum problema com algum membro de facção e por isso pediu que ficasse separado”, disse Nelson.

Homem confessa ter matado “Arielza”; veja o que ele disse em depoimento à polícia
Ary deixará saudades

 

Bastante conhecido em Parauapebas, Ary Ribeiro da Silva está sendo velado em uma igreja no Bairro Cidade Jardim e o corpo deve ser sepultado ainda nesta quarta-feira (24) no Cemitério Jardim da Saudade.

Publicidade

Veja
Também