Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Homem que estava desaparecido na mata após sair para caçar é encontrado vivo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O que era para ser uma simples ida à floresta com amigos, acabou se transformando em dias de sofrimento tanto para familiares de um homem identificado como Jessé Pinto Barata, como para autoridades que montaram uma megaoperação para encontrar a vítima que se perdeu na mata após ter saído para praticar caça.

Jessé Pinto e alguns amigos entraram em uma mata fechada em Parauapebas com o objetivo de caçar, porém, os amigos de Jessé se perderam dele e aí iniciou o drama, sendo que a vítima ficou perdida desde o dia 9 de julho e só foi encontrada no último sábado (16).


A força tarefa entre Exército, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar encontrou neste sábado Jessé em uma área de mata fechada na zona rural de Parauapebas. A vítima acabou sendo localizada próximo a um rio, há 17 quilômetros de onde havia se perdido.

De acordo com informações repassadas à imprensa pelas autoridades que estavam realizando as buscas, Jessé queimou folhas para fazer fumaça e foi avistado por uma equipe de busca que sobrevoava o local.

Jessé contou à imprensa que durante o tempo que estava perdido na mata, dormiu sobre as árvores e se alimentou principalmente de açaí e palmito.

O que diz a lei

A caça é considerada crime pelo artigo 29 da Lei de Crimes ambientais (Lei 9.605/98), com a seguinte redação:

Art. 29. Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida

E a pena é detenção de seis meses a um ano, e multa.

A caça só não é considerada crime no caso de existir devida permissão pela autoridade competente, leia-se IBAMA ou órgão estadual de proteção à natureza.

13767130_1342070075808035_2538451827194108894_o

Publicidade

Veja
Também