Hospital Municipal de Parauapebas ganha ala de enfermaria cirúrgica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com a enfermeira Helena Correa dos Santos, diretora administrativa, oito leitos já foram instalados e a meta é disponibilizar 16.

“Do total de leitos vamos destinar três para a implantação de uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) voltada para adultos, que facilitará o atendimento aos pacientes entubados, por exemplo, possibilitando assim um atendimento diferenciado e acompanhamento mais de perto da enfermagem”, destacou Helena Correa.


A implantação do novo espaço dentro do hospital possibilitará a realização de mais cirurgias, pois até então, os pacientes cirúrgicos precisavam compartilhar a mesma enfermaria que os demais que estavam em observação ou que aguardavam transferência para outros municípios e em muitas circunstâncias as cirurgias não eram realizadas por falta de leitos para esses pacientes.

Desde o início do mês já foram realizadas mais de 40 cirurgias de urgência reduzindo assim o número de remoção de pacientes para outros municípios, a maior parte em vítimas de acidentes de trânsito. A direção do hospital trabalha também na retomada das cirurgias eletivas, aquelas que são agendadas e não são caracterizadas de urgência.

“Uma nova equipe de ortopedistas foi contratada e com a dinâmica de trabalho implantada conseguimos avançar na realização de cirurgias ortopédicas dentro do hospital, um grande avanço para a nossa saúde”, destacou o diretor do hospital municipal, o médico Guerino Puntel. A retomada das cirurgias eletivas também foi uma determinação do secretário municipal de saúde, João Luiz Ribeiro.

“É mais econômico para a Semsa e mais cômodo para o paciente realizar as cirurgias aqui no município, conseguimos destravar alguns processos e dessa forma aumentar a capacidade de atendimento em cirurgias, a implantação da nova ala de enfermaria no hospital municipal contribuiu diretamente para esse resultado”, destacou o secretário.

Cirurgias eletivas

Pacientes que estão com encaminhamento para realizar as seguintes cirurgias eletivas devem procurar a sua unidade de saúde e solicitar consulta e respectivo encaminhamento para reavaliação com cirurgião geral: histerectomia (retirada do útero); pedra na vesícula; hérnia; períneo; laqueadura tubária; vasectomia; postectomia (fimose); cauterização por alta frequência (CAF) no útero.

Mulheres que precisam realizar cirurgias com ginecologistas devem ser reavaliadas com esse profissional, por isso a direção do hospital disponibilizará agenda específica para esse atendimento, porém, a marcação da consulta é sempre por meio da unidade de saúde em que a paciente se consulta.

Reportagem: Karine Gomes

Publicidade

veja também