Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Idosos atendidos pela rede de Assistência Social comemoram Dia Nacional do Idoso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Descontração e alegria marcaram a comemoração do Dia nacional do Idoso realizada pela Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria de Assistência Social (Semas), no Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC). A programação reuniu idosos atendidos pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

A aposentada Raimunda Nonata, 63 anos, atendida no Cras do bairro da Paz, conta que as atividades são uma terapia para ela. “Eu faço zumba, dança, gosto muito e me sinto bem. Esse evento tá maravilhoso, é bom saber que lembraram de nós”, comentou Raimunda.


Em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde foram ofertados vacinação, teste de glicemia e aferição de pressão. Membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) atenderam os idosos e esclareceram sobre aposentadoria e sistema previdenciário, enquanto representantes do Procon falaram sobre a prioridade em estabelecimentos comerciais e direito a meia entrada.

Além do atendimento do CadÚnico, da emissão do cartão de estacionamento, o Departamento de Segurança Alimentar da Semas, orientou os idosos na questão nutricional, como a quantidade de nutrientes em alguns alimentos que são considerados prejudiciais a saúde.

Moacir Freitas aproveitou os serviços de beleza ofertados no evento. “Cortei meu cabelo e acertei a sobrancelha. Agora estou bonito. Muito bom atendimento e tudo de graça”, destacou o aposentado de 65 anos, do Cras dos Minérios.
O grupo Xuatê de Carajás animou os idosos no ritmo de carimbó. “Além de cuidar da minha saúde, dancei muito”, disse Maria de Fátima atendida no Cras Rio Verde. A ação faz parte do trabalho desenvolvido pelo governo municipal com a terceira idade.

A secretária adjunta de Assistência Social, Suely Guilherme destaca o trabalho realizada pela rede de assistência social todos os dias. “Trabalhamos a proteção social, com serviços de convivência e fortalecimento de vínculos duas vezes por semana no Cras para atividades como oficinas e atendimentos psicossocial. Se o idoso está em situação de direitos violados e tem família, fazemos o acompanhamento por meio do Creas. Se a pessoa idosa não tem família e passa por situação de violação de direitos e abandono, temos o Aconchego do Idoso”, explica Suely.

Para poder proporcionar ainda mais possibilidades de garantir políticas para pessoa idosa foi criado o Conselho Municipal da Pessoa Idosa que está ligado à Secretaria de Assistência.

Publicidade

Veja
Também