Publicidade

Implantação do campus da UEPA em Parauapebas avança

A UEPA fará processo seletivo especial para cursos de graduação, em Parauapebas, que iniciarão em 2020

O reitor da Universidade Estadual do Pará (UEPA), Rubens Cardoso da Silva, esteve nesta quinta-feira (20) em Parauapebas, junto com sua equipe técnica, para definir questões sobre a oferta dos cursos de Enfermagem, Biologia e Matemática, e também para tratar da construção do campus da universidade.

O grupo da UEPA foi recepcionado pelo prefeito Darci Lermen, por secretários do governo municipal e pela equipe técnica da prefeitura envolvida no projeto de construção do campus, além da vereadora Eliene Soares. Depois de uma reunião de alinhamento, o reitor e sua equipe conheceram as instalações do Centro Universitário de Parauapebas (CEUP), onde inicialmente serão ministrados os cursos.


“Vamos reformar o CEUP e equipar os laboratórios necessários. As aulas serão ministradas na estrutura enquanto construímos o campus. Estamos muito felizes porque a presença da UEPA em nosso município é certa, nossa população merece”, afirmou Darci Lermen.

“Agora, com o novo governo estadual, temos a determinação de que efetivamente a universidade se instale aqui, no município de Parauapebas. Alinhamos hoje o que faremos no curto prazo e tratamos sobre a construção do nosso prédio, já que o terreno está totalmente legalizado para dar andamento na obra”, informou o reitor.

“A medida com que a universidade se instale, ela irá ampliar a oferta e a qualidade dos cursos, tanto de graduação quanto de pós-graduação. A UEPA nasceu com a vocação de interiorização. A grande importância da universidade nos municípios é poder disponibilizar formação de capital humano para quem já conhece a realidade local, já tem identidade com o território, conhece seus problemas e suas potencialidades. Isto fixa o profissional no local em que ele está sendo formado”, acrescentou o reitor.

Campus da UEPA

Há uma verba de R$ 20 milhões disponibilizada pela Vale para a construção, mobília e equipamentos do campus e a prefeitura já adquiriu a área de 14 hectares para a construção, localizada ao lado da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). O projeto da obra precisou sofrer alterações, principalmente por questões orçamentárias.

“A equipe de engenharia da UEPA acompanhará toda a concepção do novo projeto e fará a aprovação final. A arquitetura dos blocos será voltada ao bioclima da cidade, para disponibilizar prédios com temperaturas mais confortáveis”, informou Tatiane Pardine, arquiteta da prefeitura.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu