Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Juiz do Trabalho Jônatas dos Santos diz ter sido ameaçado de morte

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Nesta quarta-feira (24), o juiz Titular da 2ª Vara Federal do Trabalho em Marabá, Jônatas dos Santos Andrade encaminhou ofício à desembargadora Odete de Almeida Alves, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, noticiando ameaças contra a vida de trabalhadores, de advogados e de sua própria. Todos envolvidos nos processos trabalhistas em desfavor do grupo econômico administrado por Décio José Barroso Nunes, o “Delsão”.

Para quem não se lembra, “Delsão” já responde a processo pela morte do trabalhador rural José Dutra da Costa, o “Dezinho”, em novembro de 2000, em Rondon do Pará.


Em fevereiro de 2012, o juiz Jônatas Andrade coordenou uma ação que resultou na penhora de 18 veículos e 892 cabeças de gado do fazendeiro “Delsão”, por conta de dívida trabalhista.

Jonatas recorreu à presidente por considerar que as noticiadas ameaças de “Delsão” requerem uma atenção especial. Para tanto solicitou, em caráter especial, proteção individual adicional para si, como forma de não sacrificar a segurança dos que com ele caminham, na vida pessoal e profissional, sabedor que não pode ignorar as constantes advertências que vem recebendo desde que está à frente da jurisdição em Marabá, há dois anos e meio.

O juiz anexou ao ofício cópia de uma certidão emitida por Rodrigo Xavier de Mendonça, diretor de secretaria da 2ª Vara do Trabalho de Marabá, narrando os fatos de que teve conhecimento.

 

Fonte: Marabá Notícias

Publicidade

Veja
Também