Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Mandado de segurança garante continuação da CPI da Saúde em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na Sessão Ordinária realizada no dia 9 de setembro de 2014, os vereadores Bruno Soares (PP), Eliene Soares (PT), Zé Arenes (PT), Charles Borges (SDD) e Francisco Pavão (SDD), assinaram e respectivamente instauraram uma Comissão Parlamentar de Inquérito com o objetivo de investigar irregularidades na Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas (SEMSA).

Em decorrência da arbitrariedade cometida pelo Presidente da Câmara Josineto Feitosa (SDD), que tentou revogar o ato de nomeação da CPI da Saúde para tentar obstruir a apuração das irregularidades que contém fatos determinados apresentados em denúncia encaminhada pelo Conselho de Saúde ao Ministério Público outrora, os vereadores entraram na Justiça para garantir a continuidade da CPI. “Fomos obrigados a recorrer a Justiça através do Mandado de Segurança protocolado junto a Vara da Fazenda Pública do Poder Judiciário. Infelizmente o nosso Parlamento local perdeu a noção dos fundamentos básicos previstos em nossa Constituição”, relatou o vereador Bruno Soares.


DECISÃO
A Sessão Ordinária realizada nesta terça-feira (16) estava sendo realizada quando os vereadores que assinaram a “CPI da Saúde” ficaram sabendo da decisão da Juíza Titular de Direito da 4º Vara Cívil de Parauapebas, Drª. Adelina Moreira Silva e Silva, que deferiu o pedido de liminar exarado através da decisão interlocutória, garantindo a constituição da CEI nº 01/2014 (Comissão Especial de Inquérito) conforme apresentado na imagem abaixo:

JUSTIÇA GARANTE CPI

De acordo com o vereador Bruno Soares (PP), constituído presidente da Comissão de Inquérito Parlamentar que investigará supostas irregularidades na Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas (SEMSA), que tem como titular o médico Rômulo Pereira, a partir desta quarta-feira (17) serão iniciadas as primeiras medidas administrativas da “CPI da Saúde” informando as autoridades envolvidas e os procedimentos que serão aplicados na investigação. “Todas as etapas serão compartilhadas com a população de Parauapebas que será informada através da imprensa, garantindo a transparência das nossas ações”, afirmou Bruno Soares.

Ainda segundo Bruno Soares, “outras CPIs deverão ser instaladas: Lixo, SAAEP, SEMOB, Licitações (contratos de publicidade e compra de combustível), da SEMED (transporte escolar). Vamos abrir a CPI do transporte e entregar para a base aliada para vermos se eles vão entrar em contradição com o inquérito e os relatórios da Policia Federal”, finalizou.

Reportagem e fotos: Bariloche Silva – Da redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também