Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

MARABÁ: Ministério Público discute cumprimento de lei que garante cardápios em braile

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A 13ª Promotoria de Justiça de Marabá, representada pela promotora de Justiça Lílian Viana Freire, reuniu nesta quinta-feira (28) com representantes da Universidade Estadual do Pará (Núcleo de Acessibilidade, Educação e Saúde), da Unifesspa (Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Acadêmica), do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, e do Sindicato Patronal de Hotéis, Restaurantes e Bares do município para discutirem o cumprimento da lei estadual nº6.922/2006 que obriga estabelecimentos a colocarem à disposição dos fregueses deficientes visuais os cardápios em braile.

Em reunião, o Sindicato se comprometeu em fornecer ao Centro de Apoio Pedagógico para Deficientes Visuais (CAP), um cardápio para ser utilizado como modelo piloto para a elaboração do cardápio em braile, como medida para verificar o custo de produção.


Ficou acordado ainda que no próximo dia 15 de junho, a Uepa, Unifesspa e o próprio CAP farão estudo e levantamento no que refere a elaboração desses cardápios. “Uma nova reunião será realizada no dia 22 de junho, na sede da Promotoria de Justiça de Marabá, para adoção de novas diretrizes para que seja viabilizado o cumprimento da lei estadual”, conclui a promotora Lílian.

Reportagem: Fernanda Palheta (graduanda em jornalismo) com informações da PJ de Marabá

Publicidade

Veja
Também