Mulher é flagrada pela PM com 17 papelotes de crack no Bairro Novo Brasil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Boletim de Ocorrência registrado por volta das 22 horas desta sexta-feira (28) na delegacia de Polícia Civil por uma guarnição da Polícia Militar dá conta que a mulher Eliene de Jesus Rodrigues, conhecida por “Morena” ou “Negona”, 36 anos de idade, natural de Turiaçu (MA), foi flagrada num condomínio localizado na Rua Bom Jardim, Bairro Novo Brasil, em Parauapebas, portando certa quantidade de droga e outros objetos de origem suspeita.

De acordo com a polícia, foram apreendidos em poder da mulher 17 papelotes de crack, totalizando 0,8 gramas; 48 reais em espécie; um aparelho celular; um cartão de CPF e uma carteira de identidade; dois anéis; e dois pares de brincos.


Eliene de Jesus foi detida e presa depois que a guarnição da Polícia Militar recebeu denúncia anônima dando conta que uma mulher conhecida por “Morena” ou “Negona” estaria comercializando droga no endereço onde ela foi flagrada.

Dirigindo-se para o local indicado, os policiais militares se depararam com uma mulher com as mesmas características da denúncia. Ao perceber a viatura da polícia, a suspeita tentou retornar rapidamente para dentro de um cômodo abandonado e jogou ao chão dois papelotes com crack. Ao fazer uma busca minuciosa no local, os PMs encontraram mais 15 papelotes em um plástico, embalados, prontos para comercialização.

Neste momento, foi dada voz de prisão para a acusada, que foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil, juntamente com a droga e demais materiais encontrados com ela, para procedimentos legais cabíveis.

Na delegacia, Eliene de Jesus disse que não é traficante; apenas viciada; que é mãe de quatro filhos menores de idade, um dos quais é portador de autismo; que o marido dela, Ivanilson Soares Gonçalves, 28 anos, é soldador e viciado em drogas; e que tinha comprado a droga pelo valor de 200 reais de uma mulher de prenome Joana na Praça Faruk Salmen.

veja também