Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Nova diretoria da AMONPA é empossada

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na última sexta-feira (17), no Plenarinho da Câmara Municipal de Parauapebas, ocorreu a concorrida posse da nova Diretoria da Associação dos Moradores Nascidos e Criados em Parauapebas (AMONPA), Conselho Diretor e Conselho Fiscal, além da Consultoria e Assessoria Jurídica e Cerimonial, tendo o MC Lobato sido o mestre de Cerimonia do evento, cuja mesa diretora dos trabalhos foi composta do Presidente Manoel Chaves Lima (reeleito); Vereador Luiz Castilho, representado a Câmara Municipal; Adenilton Freitas, Presidente do SINTRACPAR; Dr. Hélder Igor, representando a OAB/Subseção de Parauapebas; Simone Scherer, Gerente Geral do SENAC/Parauapebas; Aldinar Sena/Gerente Geral do SESI/Parauapebas; e Adriano Silva, representante Regional e Estadual da F.N.L – Frente Nacional de Lutas. O evento contou ainda com a presença de Francisco Martins, Vice-Presidente SINTICLEPEMP, moradores/coordenadores das Coordenadorias AMONPA de Bairros e empresários.

Todos os componentes da mesa usaram da palavra, tendo a mesma sido franqueada aos presentes, com vários pronunciamentos destacando as ações sociais que a entidade vem desenvolvendo e da importância da AMONPA na defesa dos interesses e direitos dos moradores de nosso Município.


Na oportunidade, foi apresentado um vídeo destacando as ações desenvolvidas pela entidade desde sua fundação, a começar pela realização do Natal Solidário, Natal mais Feliz (ação social que recolhe e distribui cestas básicas às famílias carentes, com mais de 15 bairros e mais de 400 famílias atendidas em 2014 e 2015), Coelho de Páscoa Amonpa (ação social que atendeu mais de 1000 crianças de famílias vulneráveis em 14 bairros, em 2014 e 2015), 1º e 2º Baile das Debutantes Comunitário (ação Social realizada em 2015 com 50 estudantes de Escolas Públicas e em 2016, com 30 estudantes (uma Festa dos Sonhos), oferecida, em nome da sociedade de Parauapebas, em parceria com SENAI e SESI, foram oferecidos Cursos de Excelência no Atendimento, Almoxarifado e Maquiagem, em duas turmas, manhã e tarde, ministrado por profissionais do SENAC na sede da AMONPA, e o Curso Cozinha Brasil, ministrado por profissionais do SESI, com atendimento de 380 pessoas, dos Bairros Tropical I e II, Ipiranga, Minérios, Casas Populares, Cidade Jardim, Parque dos Carajás I e II, Rio Verde, Bairro da Paz, Liberdade e VS10, além de muitas outras ações sociais.

Manoel Chaves discorreu sobre o Plano de Metas 2017, que a Diretoria da entidade pretende desenvolver esse ano, o qual será disponibilizado no site da entidade: www.amonpa.org.br, e também no Portal do Pebinha de Açúcar, sendo interessante atentar para realização do 1º Seminário: Parauapebas, o que e como fazer para viabilizar o desenvolvimento sustentável, além da criação do SELO SOCIAL, da luta pela implementação da Rádio Comunitária, para que a comunidade tenha vez e voz para se manifestar, o projeto de construção de Centros ou Galpões Comunitários(um espaço onde os moradores do bairro possa se reunir, discutir seus problemas, etc).

Manoel Chaves lamentou a ausência de autoridades então convidadas, bem como da mineradora VALE, pela importância da mesma par economia do Município, afinal, foi a VALE que fez surgir Parauapebas, mas informou da disposição dele e de sua diretoria em firmar parceria com o atual Governo Municipal, do Prefeito Darci Lermen, bem como com a VALE, entendendo que se deve esquecer o que os governos anteriores deixaram de fazer no que diz respeito à criação de novas alternativas econômicas, “bem como da VALE que há mais de 30 anos tirou bilhões e bilhões de dólares de nosso Município e contribuiu apenas com os royalties/CFEM, mas que podemos deixar tudo isso de lado e olhar para o futuro, porque somos dependentes da mineração e no momento, nada podemos fazer, mas que ao Prefeito Darci Lermen cabe um papel histórico, que é resgatar tudo que seus antecessores deixaram de fazer, começando de imediato, a construir uma ponte para um efetivo desenvolvimento sustentável, comandando todo esse processo de criação de novas alternativas econômicas a começar com a Agricultura(Plano de Desenvolvimento Agrícola-fazendo uma revolução no campo), Turismo Ecológico, Porto Sêco(já iniciado no seu anterior e agora reiniciado sob o comando do Vice-Prefeito Sérgio Balduino)) e implementação do Distrito Industrial, que começou em seu primeiro governo e até agora não foi implantado e nós da AMONPA, estamos à disposição, para ajudar o Prefeito Darci Lermen nessa missão histórica.

Já quanto à mineradora VALE, entendemos que o passado deve ser esquecido, mas precisamos que a VALE cumpra com sua função social e responsabilidade social a partir de agora, contribuindo para formação e qualificação de pessoas de Parauapebas, exigindo de suas contratadas garantias para honrar compromissos com fornecedores locais, exigindo de suas contratadas que apresentem certidões de idoneidade financeira, econômica e técnica, incentivando a criação de novas alternativas econômicas, construindo Galpões ou Centros Comunitários, em alguns bairros regionais da cidade, como por exemplo: no complexo Altamira, VS10, Tropical e outros, pelo menos uns 04 ou 05, e com isso a VALE daria um salto de qualidade no social e poderia mostrar à comunidade internacional que ela, VALE, uma empresa de mineração brasileira, está colaborando para deixar a cidade e região de onde está explorando minérios, em pleno desenvolvimento sustentável e total independência da mineração, e com isso iria ter os minérios que exporta com o SELO SOCIAL que será dado pela comunidade de Parauapebas e com certeza suas ações nas Bolsas de Valores do País, dos EUA, da Europa e da Ásia, iriam se valorizar ainda mais, ou seja, Manoel Chaves prega a união entre a VALE  e comunidade de Parauapebas, sob o comando do Prefeito Darci Lermen e, naquilo que couber, diretamente, com as  entidades da sociedade civil (AMONPA e outras entidades). Veja no nosso site as atividades realizadas pela AMONPA de 2014 a 2016 e Plano de ação 2017”, relatou Manoel Chaves.

A Diretoria da AMONPA está assim constituída:

CONSELHO DIRETOR: Presidente: MANOEL CHAVES LIMA; Vice-Presidência: AGLAUDENE TOMÉ SARMENTO; Primeiro Secretário: IVANICE ANTUNES MARQUES; Segundo Secretario: EUGÊNIO CÉLIO VALEIRO; Primeiro Tesoureiro: MARTA SHEILA VERAS SILVA; Segundo Tesoureiro: MICILENE ALVES DE SOUZA; Diretor Social: GENECY ROBERTO DOS SANTOS BACHINSKI; Vice-Diretor Social: FERNANDO RIBEIRO VERAS; Diretor de Esportes: RAFAEL RIBEIRO OLIVEIRA; Vice-Diretor de Esportes: JOSUÉ SANTA ROSA DE SOUSA; Diretor de Cultura: ROSELY VALENTE SOARES (ROSE VALENTE); Vice-Diretor de Cultura: ROSELUCE MARIA COSTA DA PAZ; Diretor de Divulgação e Relações Públicas: BARILOCHE TEIXEIRA DA SILVA; Vice-Diretor de Divulgação e Relações Públicas: SALOMÃO FERREIRA DA SILVA; Diretor de Inovação e Sustentabilidade: JOÃO PAULO CORPES DOS SANTOS;

CONSELHO FISCAL: Titular: Primeiro: ENOC SILVA MATOS; Segundo: ANTONIO CÉSAR LIRA; Terceiro: IRENE LEITE FERREIRA;

CONSELHO FISCAL: Suplente:Primeiro: ROSILENE GONÇALVES ROCHA; Segundo: ADRIANO SILVA SOUSA; Terceiro: ITAMARA ARAÚJO REIS; Consultor Jurídico: Dr. Ismael Moraes;

Assessoria Jurídica: Dr. HÉLDER IGOR SOUSA; DR. RODRIGO MATOS ARAÚJO; DR. RAFAEL DI GIORGIO BRAGA CHAVES; DRA. ANAIRA OLIVEIRA SANTOS. COORDENAÇÃO CERIMONIAL: ROSÂNGELA MARIA PAULA SAMPAIO JUSTINO.

 

Publicidade

Veja
Também