Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Odilon Rocha renuncia mandato em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Auditório cheio de pessoas na expectativa de ver o então vereador Odilon Rocha de Sanção (sem partido) que, conforme divulgado pelo Portal Pebinha de Açúcar, compareceria para entregar carta de renúncia, ontem, 4, terça-feira na Câmara Municipal de Parauapebas.

A expectativa acabou de certa forma sendo frustrada, pois o vereador apenas se reuniu com seus assessores e simpatizantes no Plenarinho da Casa de Leis, onde entregou ao Presidente da Câmara Municipal, Ivanaldo Braz (SDD), o documento.


Durante Sessão Ordinária realizada no Plenário João Prudêncio de Brito o presidente leu a carta de renúncia protocolada pelo agora ex-vereador Odilon. Com este ato, Odilon Rocha deixa o mandato de vereador, para o qual foi eleito nas eleições municipais de 2012 e com a vacância da cadeira no legislativo municipal o presidente daquela Casa de Leis deverá convocar o suplente do então ex-vereador, Marcelo Parceirinho (PMDB), que assumirá a vaga pelos 17 meses restantes de mandato.

A renúncia

O encontro foi marcado pela emoção do vereador Odilon Rocha, 67 anos, que, até então, estava em seu quinto mandato no parlamento municipal. “Como é do conhecimento de vocês, aconteceu aquele episódio e nós fomos escolhidos para pagar. Eu saí com uma condição praticamente impossível de convivência. Eu sou uma pessoa muito dada, gosto de conversar com os companheiros e preciso de uma condição política, preciso me relacionar. Então as condições são humanamente impossíveis para minha pessoa. Como eu posso estar em um mandato se não posso nem ao menos conversar”, destacou o vereador, justificando alguns pontos de sua renúncia.

Presentes na reunião estiveram os vereadores Israel Pereira Barros “Miquinha”, Zacarias Marques, Bruno Soares, José Arenes, José Francisco Pavão, Major da Mactra, Luzinete Batista, Devanir Martins o presidente da Câmara Ivanaldo Braz e o ex-secretário de Assistência Social, Judson Gomes, entre outras autoridades municipais.

Por cerca de quinze minutos o vereador falou sobre sua história, sobre o processo em que é investigado, sobre os laços de amizade e companheirismo que criou em todos esses anos, e anunciou a renuncia. “Voltei com medidas restritivas e andei conversando, pensei e analisei, tenho muita gratidão a todos vocês, estou há muitos anos na câmara e tenho certeza que, se estou aqui é porque vocês que me trouxeram, então para vocês devo toda a satisfação. Eu queria comunicar que hoje é um dos dias mais difíceis da minha vida, pois hoje tomamos a iniciativa muito pensada entre a família e amigos de que para mim seria muito melhor sair do mandato, renunciar, para que a justiça tivesse a liberdade de pesquisar, de achar, ir atrás, de investigar e procurar os responsáveis por aquilo que não é compatível com o mandato que o povo dá. Tenho convicção de que nesse processo eu não sou e não seria a pessoa que deveria estar nessa situação”, destacou.

Ainda sobre a renúncia, Odilon Rocha falou sobre fazer política. “Estou saindo hoje da condição de vereador e voltando a ser um cidadão comum e, com isso, reestabeleço a minha liberdade e posso até continuar fazendo política que é uma coisa que alguns podem dizer que não sei fazer, mas que o povo de Parauapebas acredita que sim, tanto que já me deram esses mandatos. Vocês não sabem o quanto está sendo difícil para mim tomar essa decisão, mas é uma decisão consciente e eu espero ter a compreensão de todos vocês”. “Saibam que vocês têm um amigo, assim como eu sei que posso contar com muitos que estão aqui. Quero agradecer meus companheiros, mas essa reunião foi focada para os amigos, companheiros e irmãos. Poucos políticos tem um grupo tão sincero, tão amigo e tão leal como o que eu tenho”, finalizou agradecendo a presença.

Reportagem: Francesco Costa / Antônio Fernandes – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também