Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Olimpíada de Matemática desafia mais de 14 mil alunos da rede municipal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais de 14 mil estudantes de 27 escolas da rede municipal de ensino de Parauapebas participaram nesta terça-feira, 6, da 1ª fase da 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). A partir desta edição, as escolas particulares também entraram na competição.

A olímpiada é uma realização do Instituto Brasileiro de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A iniciativa visa estimular o raciocínio lógico e o aprendizado na disciplina, revelando novos talentos por meio dos desafios apresentados nas provas.


Para o secretário de Educação, Raimundo Oliveira Neto, a participação de Parauapebas é mais uma forma de estimular nos alunos o gosto pela matemática e ratificar a importância da disciplina. “A olímpiada tem implicado positivamente no crescimento do interesse e no aprendizado dos alunos.”, observou Raimundo Oliveira Neto.

As provas da avaliação são divididas em três níveis de conhecimento: nível 1 voltada para estudantes de 6º e 7º anos do ensino fundamental; nível 2 para estudantes de 8º e 9º; e nível 3, para estudantes do ensino médio. Pelo menos 5% dos estudantes que obtiverem a melhor pontuação serão selecionados e encaminhados para a segunda fase, marcada para setembro.

Para o coordenador técnico de matemática do Setor de 3º e 4º Ciclos, Josué Carvalho, a olimpíada também quer identificar os alunos com mais aptidão para essa área do conhecimento. “Essa prova tem por objetivo principal garimpar talentos na área da matemática, identificar aqueles alunos que têm a inteligência lógico-matemática mais desenvolvida”.

Ainda segundo Josué, a olimpíada agrega muito. “As questões da Obmep são diferenciadas do que geralmente é apresentado em sala de aula. Trazem uma forma diferente de se trabalhar a matemática, o que promove ainda mais o raciocínio lógico, a criatividade e o desenvolvimento de novas habilidades”, disse o coordenador.

INCENTIVO

A expectativa para a primeira fase é alcançar o número máximo de participantes devido à grande quantidade alunos que foram inscritos. “Este ano tivemos um grande empenho por parte dos professores, por meio de aulas extras e orientações nas formações para que trabalhassem o conteúdo disponibilizado”, afirmou o também coordenador técnico de matemática Pedro Botelho.

A estudante da Escola Municipal Eduardo Angelim, Emmily Naieli, 7º ano, participa pela primeira vez da competição. “Quando fiquei sabendo da prova, me senti motivada a estudar. O desafio é grande, estudei muito e acredito que vou conseguir uma medalha. Mas mesmo que não consiga, já valeu o aprendizado”, enfatizou a aluna.

PREMIAÇÃO E OBMEP 2016

Os estudantes vencedores da Obmep serão premiados com medalhas de ouro, prata, bronze e certificado de menção honrosa. Além disso, é disponibilizado incentivo para os alunos medalhistas: eles ganham bolsas de iniciação científica.

No ano passado, Parauapebas conquistou oito medalhas na competição, sendo sete de bronze e uma de prata. E ainda obteve 41 menções honrosas. As escolas destaques na edição foram Chico Mendes, Eduardo Angelim, Luís Magno e Carlos Henrique.

Publicidade

Veja
Também