Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Parauapebas: Alunos da escola Benedito Monteiro expõem resultados da sala de leitura

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A escola de ensino fundamental Benedito Monteiro reuniu pais, professores e alunos para apresentar os resultados dos trabalhos desenvolvidos durante o primeiro semestre do programa sala de leitura. Com o tema: “Nas páginas literárias do Norte Nordeste”, os alunos desenvolveram diversas tarefas ligadas à literatura Nordestina.

Leitura de cordel e peça de teatro com as histórias “O romance da princesa do reino da fina pedra” e o “O Casamento do Matuto” foram algumas das apresentações. De acordo com uma das coordenadoras da sala de leitura, Edna Mesquita, as atividades do programa incentivaram os alunos no conhecimento de uma leitura diferente, o cordel, que foi trabalhado com os contos de fadas. “A linguagem diferente chamou a atenção de todos os alunos, estimulando a leitura”, destacou a coordenadora.


Aluno do 7º ano, Marcos Vinícius sonha em um dia ser ator. O estudante de 13 anos participou da peça teatral e disse que foi muito importante, pois antes tinha muita vergonha, agora consegue ser mais simpático e desinibido. “Achei muito legal o sotaque do nordestino e a forma que são lidos os romances, gostei muito de participar, um dia vou ser ator e autor”, contou o aluno.

Gabriela Stefany, aluna do 3º ano, participou da peça teatral “O Casamento Matuto”, interpretando a noiva, a adolescente disse que se interessou desde inicio e que foi muito bom participar. “Gosto muito de teatro, gostei muito dos ensaios e a leitura de cordel é muito boa e engraçada”, relatou a aluna.

Os presentes também assistiram uma dramatização denominada “Caçador de Macacos” com o autor e escritor de cordel, José Milton. Para a diretora da escola, Eliane Pinso, o objetivo do programa foi alcançado, os alunos apresentaram um resultado positivo de todo o trabalho desenvolvido. “É muito satisfatório vê a forma de envolvimento dos alunos e também dos pais, conseguimos um resultado positivo e isso é reflexo do trabalho desenvolvido por toda a equipe”, ressaltou a gestora.

Para desenvolver o programa sala de leitura nas escolas, os coordenadores e professores recebem formação especifica. Na escola Benedito Monteiro, as coordenadoras seguiram um cronograma para que todos os alunos participassem. Neste semestre serão executadas atividades relacionadas à literatura Paraense.

Reportagem: Liliane Diniz

Publicidade

Veja
Também