Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Parauapebas é a terceira cidade do Pará com mais casos de Dengue

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

As cidades com maior incidência de casos confirmados são: Belém (520), Altamira (202), Parauapebas (174), Senador José Porfírio (139), Alenquer (77) e Ananindeua (53). Três mortes por dengue foram confirmadas este ano, duas na capital paraense e uma vítima de Rurópolis, sudoeste do estado.

A grande novidade no boletim foi a confirmação do primeiro caso de vírus Zika em solo paraense. Aconteceu em Dom Eliseu, cidade localizada no nordeste do Pará, divisa com o Maranhão, que já confirmou diversos casos da doença.


Saiba mais sobre a doença:

A vítima é uma moradora do próprio município, que apresentou sintomas parecidos com a dengue: febre intermitente, coceira e dor muscular. Como de praxe, a confirmação de que não era dengue, mas sim o Zika, foi feita pelo Instituto Evandro Chagas (IEC), localizado em Ananindeua, município da Região Metropolitana de Belém. Segundo a Sespa, a paciente já está bem, em casa e fora de perigo, uma vez que o zika vírus é muito menos agressivo que o vírus da dengue e até aqui não há registro de mortes relacionadas à doença no Brasil. A evolução é benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente em um período de 3 até 7 dias.

Os primeiros casos foram confirmados na Bahia, e depois casos isolados foram registrados no Rio e em São Paulo. O vírus também foi encontrado em outros estados da região Nordeste, como Piauí e Maranhão.

Reportagem: DOL
Foto: Arquivo / Irisvelton Silva

Publicidade

Veja
Também