Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Parauapebas está na semifinal do concurso “Melhores Receitas da Alimentação Escolar”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O feito conquistado é fruto da dedicação das merendeiras Maria Arlete da Silva, 40 anos, da Escola Novo Horizonte; Vanuza do Nascimento Sousa da Costa, 37 anos, da Escola Mundo Infantil; e Francisca Maria Sampaio Viana, 50 anos, da Escola Pequeno Príncipe, bem como de toda a equipe de nutrição da Divisão de Alimentação Escolar (DAE) da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

No concurso, Parauapebas inscreveu 10 receitas elaboradoras por merendeiras da rede, as quais receberam auxílio necessário de nutricionistas conforme regulamento do processo. Desse total, passaram pela etapa Estadual e eliminatória, as três receitas com seus respectivos projetos de inclusão e educação nutricional. “Estamos felizes de ter, num universo de 126 receitas escolhidas no Estado do Pará, três de Parauapebas entre as cinco classificadas. Eu espero que Parauapebas chegue à final. E isso é maravilhoso e muito importante para o nosso município”, destaca Ather Barbosa Figueiredo, coordenador da equipe de nutrição do DAE.


Para as merendeiras, o concurso representa também uma valorização da profissão que muito contribui para o entusiasmo e a nutrição no dia a dia dos alunos. “Eu fiz o escondidinho de frango para reaproveitar alguns alimentos que sempre sobram na escola, como a batata e a mandioca. O que eu mais gosto é ver a carinha dos meninos felizes e elogiando a receita”, conta Vanuza do Nascimento, merendeira há três anos na Escola Mundo Infantil.

Idealizadora da Farofa de Feijão Verde com Charque, a merendeira Francisca Maria que atua há cinco anos na Escola Pequeno Príncipe, diz que todos da escola aprovaram a receita. “Fiz a farofa na festa do servidor público aqui na escola. Todo mundo aprovou! É muito gratificante, me sinto valorizada”, declara.

Quem até já faz planos com o dinheiro do prêmio, que é de R$ 5 mil, é a merendeira Maria Arlete, que trabalha há quatro anos na Escola Novo Horizonte. Segundo ela, o apoio da nutricionista foi fundamental para o sucesso da receita de Arroz de Cuxá com Charque. “Se eu ganhar o concurso, quero usar o dinheiro para dar entrada num terreno pra mim”, antecipa.

Concurso

Promovido pelo Ministério da Educação (MEC) e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a iniciativa busca valorizar o papel dos merendeiros, além de promover a formação de hábitos alimentares saudáveis no ambiente escolar e fora dele. Comemora também os 60 anos da alimentação escolar no Brasil.

A fase final do concurso ocorrerá nos dias 17 e 18 de dezembro, em Brasília. Os vencedores receberão prêmio de R$ 5 mil e uma viagem internacional, além de conjunto de manipuladores de alimentos, com touca e avental personalizados, e certificado de participação. Também terão a oportunidade de participar de curso de elaboração de receitas e boas práticas na alimentação escolar.

Reportagem: Jéssica Borges

Publicidade

Veja
Também