Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Parauapebas sedia 1ª Etapa do Campeonato Paraense de Motocross

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A primeira das sete etapas do Campeonato Paraense de Motocross foi sediada em Parauapebas e teve a organização do piloto e empresário JB (José Maria Benevides), que também disputou em uma das modalidades inseridas na competição. “Fazia muito tempo que nossa cidade não sediava uma etapa do campeonato e agora temos aqui a abertura, o que para nós é bem gratificante, apesar de trabalhoso”, comemora JB, contando que a segunda etapa acontecerá em Canaã dos Carajás em setembro e ele também será o organizador.

Perguntado sobre sua avaliação sobre a primeira etapa do Campeonato, JB do Motocross disse que como todo evento, neste também houveram falhas, mas foram bem menos que as qualidades e se fosse dar nota de 0 a 10, daria 9, justificando que a estrutura foi boa, a pista excelente; atributos que ele disse terem sido possíveis graças ao apoio de patrocinadores.


Falta de apoio

Ainda de acordo com JB, devido à realidade econômica do momento em Parauapebas e em praticamente todo o Brasil, não se tem o mesmo apoio de outros tempos, nem mesmo da SEMEL (Secretaria Municipal de Esporte e Lazer). “Estamos muito carente de apoio do Poder Público para dar o devido valor ao esporte, pois estamos tirando do bolso para fazer o esporte acontecer”, lamenta ele.

Além de pilotos de vários municípios paraenses, participaram da abertura ocorrida ontem, 5, em uma boa pista localizada no Cedere I, pilotos de estados como, por exemplo, Maranhão, Tocantins e Goiás, alguns deles com renome nas disputas nacionais; exemplo do Parazinho, piloto de Marabá que está disputado o Campeonato Brasileiro de Motocross.

A etapa de Parauapebas teve as seguintes categorias: Convidados, com participação de 12 pilotos de Parauapebas; MX2, com motos de até 250 CC e pilotos entre 17 e 23 anos; Intermediária, com pilotos de até 17 anos; MX3, com motos de 250 a 450 CC e pilotos acima de 35 anos; MX4, com pilotos de idade a partir de 40 anos; Veteranos, com pilotos acima de 45 anos de idade, com motos importadas de 250 a 450 CC; Nacional A, com pilotos de até 19 anos de idade em motos nacionais de 230 CC; Nacional B, com pilotos iniciantes em motos de 230 CC; MX1, considerada a Fórmula 1 do Motocross;

Vencedores da etapa de Parauapebas

Categoria Veterano:

1º: Rato Imperatriz; 2º: Neco Paraná; 3º: Paulinho Castanhal; 4º: Rafael Catalão; 5º: Júnior Bala.

Categoria MX-2:

1º: Leandro Pará; 2º: Guto Caliman; 3º: Júnior Bala; 4º: Vinicius Parauapebas; 5º: Emerson Júnior.

Categoria MX-3:
1º: Marcos Barcelos; 2º: Marlon Redenção; 3º: Errir Parauapebas; 4º: Michel Castanhal; 5º: Vilson.

Categoria Intermediária
1º: Guto Caliman; 2º: Guilherme Carvalho; 3º: Gabriel Farturão; 4º: Robinho Parauapebas; 5º: Fabio Júnior.

Categoria MX-4:

1º: Marcos Barcelos; 2º: JB; 3º: Paulinho Castanhal; 4º: Edilson Tufão; 5º: Júnior Bala.

Categoria Nacional A

1º: Leandro Pará; 2º: Mateus; 3º: Juninho; 4º: Nadielson; 5º: Rafael Canaã.

Categoria Nacional B

1º: Ariel; 2º: Fábio; 3º: Gabriel Farturão; 4º: Carlos Alberto; 5º: Joanes.

Categoria MX-1:

1º: Leandro Pará; 2º: Vinicius Parauapebas; 3º: Júnior Bala; 4º: Rafael Canaã; 5º: Marcos Barcelos

Reportagem: Francesco Costa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Fotos: Israel Lira / Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também