Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Pavão lamenta reprovação de projeto que aumentaria o número de vereadores na Câmara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O vereador Francisco Amaral Pavão (PSDB) lamentou a rejeição pelo plenário da Câmara Municipal de Parauapebas de sua proposta que previa o aumento de 15 para 19 vereadores na próxima legislatura, mas disse respeitar a decisão soberana e democrática dos colegas do Poder Legislativo.

Pavão disse que fez a proposta após receber inúmeras reclamações de moradores da cidade sobre a ausência de vereadores nos bairros para ouvir as demandas da população. “Entendo que com 19 vereadores o povo estaria mais bem representado na Câmara Municipal”, afirmou Pavão, ressaltando que não haveria nenhum gasto extra para o município, já que a Câmara precisaria apenas se adequar à verba liberada anualmente com o novo número de vereadores quanto às verbas de gabinetes.


Vale lembrar que o aumento do número de vereadores de 15 para 19 na Câmara de Parauapebas foi rejeitado na sessão do dia 28 de junho. Por se tratar de matéria que exige quórum qualificado, eram necessários no mínimo dez votos para aprovação. Entretanto, a proposta obteve nove votos favoráveis e cinco contrários e uma falta.

O aumento estava previsto na Proposta de Emenda à Lei Orgânica Municipal (LOM) nº 001/2015, de autoria do vereador Francisco Amaral Pavão, que alterava o capitulo e o parágrafo 2º do artigo 11 da LOM. Caso fosse aprovada, a quantidade de vereadores seria de 19 na próxima legislatura.

Como Parauapebas possui cerca de 190 mil habitantes, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a cidade poderia ter até 21 vereadores. Mas com o resultado da votação na Câmara, o município continuará com 15 vereadores na próxima legislatura.

A maioria do povo na rua também defende que a Câmara deve continuar com 15 vereadores. “Acho que o número de 15 vereadores está de bom tamanho para Parauapebas. Para trabalhar pelo povo, a Câmara não precisa aumentar a quantidade de vereadores”, afirmou o empresário Paulo Cabral, proprietário de um restaurante no bairro Beira Rio II.

Reportagem: Lima Rodrigues

Publicidade

Veja
Também