Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Polícia Civil prende dois homens acusados pela morte de pastor evangélico em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

No último sábado (15) o Superintendente de Polícia Civil Marcelo Delgado e a Delegada Raissa Maria Beleboni convocaram a imprensa local e durante uma entrevista coletiva divulgaram dados importantes de investigações que duraram um mês e que trouxeram respostas contundentes.

As Polícias Civil e Militar apreenderam, na madrugada deste domingo, 16, durante a operação “Apocalipse”, em torno de 10 armas de fogo, munições, placas de carros, celulares, porções de maconha e outros objetos provavelmente roubados, em poder de três homens, em Parauapebas.


Os presos são Davi Rodrigues Cabral, Fabrício Tomé da Silva e Everton Ferraz. Os dois primeiros estavam com mandados de prisão temporária decretados pela Justiça sob suspeita de envolvimento na morte do pastor evangélico Raimundo Nonato Rodrigues da Silva.

Em declarações prestadas à reportagem do Portal Pebinha de Açúcar pela Delegada Raissa, o motivo do crime do pastor pode ter sido por vingança. “Descobrimos nas investigações de inteligência que uma certa vez o pastor teria se passado por policial e constrangeu um dos acusados que foi preso nesta operação”, relatou a autoridade policial.

Caso do pastor

Na manhã de quarta-feira (15 de outubro de 2014), o pastor evangélico Raimundo Nonato foi executado com vários tiros a queima roupa.
O crime aconteceu na 5ª Etapa do bairro Cidade Jardim e os elementos teriam roubado o veículo da vítima, dinheiro e celular, porém, a suspeita de latrocínio foi descartada pela polícia que iniciou as investigações.

Operação Apocalipse foi sucesso

De acordo com o Superintendente Regional de Polícia Civil em Parauapebas, Marcelo Delgado, a operação Apocalipse faz parte da operação Minerva, que está sendo desencadeada em diversos municípios do Estado, desde quinta-feira.

Além dos mandados de prisão, detalha o delegado, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas residências dos acusados e em uma chácara, na zona rural, a 45 km da sede de Parauapebas.

Dentre as armas apreendidas, estão duas espingardas de calibres 12 e 20, e uma pistola calibre 380 possivelmente usada na morte do pastor, no último dia 15 de outubro, no município.

No total, 14 policiais civis participaram da operação. O delegado destaca que a operação contou com apoio do Núcleo de Inteligência Policial (NIP). Davi Rodrigues, um dos presos, foi autuado também por corrupção ativa, pois chegou a fazer uma proposta de R$ 100 mil aos policiais na tentativa de não ser preso.

Fotos: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também