Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Polícia Federal desarticula organização que fraudava contas bancárias em Parauapebas e São Luís

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (20), a operação “Stalker” para desarticular uma organização criminosa composta por hackers especializados em fraudar contas bancárias da Caixa Econômica Federal pela internet.

De acordo com a PF, o grupo invadia as contas dos clientes e desviava os valores para contas em nome de laranjas para posteriormente sacar e lavar o dinheiro.


Estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão temporária e cinco mandados de condução coercitiva expedidos pela 4ª Vara Federal de Belém, especializada em lavagem de dinheiro.

Os mandados serão executados no município de Paraupebas, região sudeste do Pará e em São Luís, Maranhão. Foram apreendidos computadores, mídias, celulares e bens, incluindo um automóvel de luxo.

A operação foi desenvolvida pelo Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos da Superintendência Regional do Pará. O município de Parauapebas já possui um histórico de ocorrência de fraudes bancárias que são investigadas pela PF.

O termo Stalker significa “perseguidor”, muito utilizado no mundo virtual quando alguém fica acompanhando todas as ações de determinada pessoa na internet, o que se assemelha ao trabalho desenvolvido pelos policiais federais em cima dos hackers.

Reportagem: DOL, com informações da PF

Publicidade

Veja
Também