Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Polícia prende 49 por fraude no concurso dos bombeiros no Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Do colégio, os suspeitos passavam o gabarito da prova para os candidatos por telefone celular.

O grupo está preso na sede da Divisão de Investigação e Operações Especiais (DIOE), no bairro da Campina, em Belém. Entre os presos está o homem que organizou o esquema de fraude, ele prestou depoimento agora à tarde. O suspeito é funcionário público e ainda não teve o nome divulgado. A Polícia Civil investiga quem são os candidatos que participaram da fraude com cola eletrônica.


A secretária de Administração do Estado, Alice Viana, e o delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, estiveram no local para acompanhar os depoimentos.

Outro lado

A Consulplan, organizadora do concurso, informou que apenas a Polícia Civil está autorizada a se pronunciar sobre o caso.

Seleção polêmica

O concurso dos bombeiros havia sido suspenso pela justiça, que acatou um pedido do Ministério Público do Estado do Pará alegando que a aplicação das provas não contemplava a cidade de Itaituba, na região do Tapajós. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) recorreu e garantiu a realização das provas hoje.

São oferecidas 300 vagas para o curso de formação de praças e 30 para oficiais. As provas para praças foram aplicadas no turno da manhã em Belém, Marabá, Santarém e Altamira. Agora à tarde, os candidatos ao cargo de oficial iniciaram a prova às 13h30.

O candidato aprovado no concurso entra no curso de formação de praças e oficiais, que inicia em outubro e dura um ano. O curso de formação de oficiais exige o ensino médio completo. A remuneração será de R$ 1.385,46, contando com o auxílio alimentação. Após o curso o aspirante a oficial passa para o cargo de 2º Tenente com salário de R$ 5.849,34.

O curso de formação de praças exige o primeiro ano do ensino médio completo. A remuneração é de R$ 1.167,75. Após a graduação como soldado o candidato passa a receber R$ 2.901,35.

Reportagem: ORM News

Publicidade

Veja
Também