Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Polícias Civil e Militar desarticulam associação criminosa que pretendia assaltar banco em São Félix do Xingu

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma ação integrada de policiais civis e militares evitou um assalto a banco que seria praticado por uma associação criminosa em São Félix do Xingu, no sul do Pará. Seis homens foram presos em flagrante, nesta quinta-feira, 15, em uma casa, na sede do município, de posse de armamento, munições, coletes, máscaras e cerca de 30 quilos de bananas de dinamite que seriam usados na empreitada criminosa.

A operação foi deflagrada, por volta de 9 horas da manhã, após denúncia anônima recebida pela equipe de plantão da Delegacia do município de que um grupo criminosa estava na cidade, escondida em uma residência, no bairro Cai N’Água, planejando um assalto a uma agência bancária em São Félix do Xingu.


Diante da informação, explica o delegado Pedro Andrade, titular da Superintendência da Polícia Civil na região do Alto Xingu, foi montada uma equipe das Polícias Civil e Militar, sob comando do delegado José Carlos Rodrigues e do major Montenegro, para efetuar abordagem ao imóvel. No local, os policiais inicialmente localizaram e detiveram na rua o proprietário da residência, o comerciante Germano Pereira Cruz Filho, que possui uma vidraçaria na cidade.

Ele confirmou aos policiais que, no interior da casa, estavam cinco homens armados e prontos para reagir. Assim, após estudo do local, os policiais efetuaram a entrada na casa e prisão dos cinco suspeitos que não tiveram chance de reagir.

Os outros cinco presos foram identificados como Cristiano Oliveira Martins; Gildival da Silva Alves; Edgar Vieira da Silva; Iran Ferreira do Carmo e Rafael Silva Nascimento. Durante a revista no local, a guarnição formada pelo subtenente Edvaldo, Sargento Evandro, cabo F. Nascimento, cabo Cunha, e investigadores Borges e Souza, realizaram buscas na casa.

No imóvel, foram apreendidas duas pistolas calibres 380 e 9mm; duas espingardas calibre. 12; uma carabina .30; uma espingarda calibre. 20; mais de 1.000 cartuchos de diversos calibres; quatro coletes à prova de balas; quatro máscaras tipo balaclava usada para esconder o rosto, e cerca de 30 quilos de bananas de dinamite que seriam usados para explodir caixas eletrônicos e cofres.

Ainda, segundo o delegado Pedro Andrade, entre os presos, estavam também envolvidos no roubo a um supermercado do município, no último final de semana, quando foram roubados cerca de R$ 65 mil. Diante dos materiais apreendidos, os presos foram conduzidos para a Delegacia do município, para responderem pelos crimes de associação criminosa e posse ilegal de armas e munição.

Publicidade

Veja
Também