Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Policlínica Itinerante está em Altamira e Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os serviços da Policlínica Itinerante chegaram a mais dois municípios paraenses nesta segunda-feira (15). Em Altamira, logo nas primeiras horas da manhã, cerca de 200 pessoas já aguardavam atendimento. Em Parauapebas a expectativa é atender em média 250 pessoas durante todo o dia. Marabá encerrou a agenda também nesta segunda com 1.600 atendimentos em seis dias.Em Parauapebas os serviços estão disponíveis até quarta-feira (17) das 8h30 às 17h30, na Praça de Eventos, na Cidade Nova

A estrutura montada no campus IX da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em Altamira, na região Xingu, registrou intensa procura dos serviços por moradores da cidade e adjacências, pacientes com sintomas leves e moderados de Covid-19.


Em Altamira a estrutura da Policlínica está montada no campus IX da Universidade do Estado do Pará (Uepa)

Em Altamira, o projeto oferecerá até esta quarta-feira (17), atendimento de enfermagem, consultas médicas, exames laboratoriais e medicações, em caso de indicação. A previsão da coordenação é de 1.500 pessoas atendidas nos três dias de ações.

A Policlínica Itinerante está simultaneamente na região Carajás, no município de Parauapebas, sudeste paraense. Os serviços também estarão disponíveis até quarta-feira (17), das 8h30 às 17h30, na Praça de Eventos, na Rua E, Cidade Nova, em frente à Secretaria Municipal de Saúde.

Coordenador de Contingência da Policlínica, Sipriano Ferraz comentou sobre a grande demanda. “Em Parauapebas está indo bem, hoje, as equipes devem atender entre 250 e 300 pessoas. E Altamira foi uma das cidades que tiveram a maior procura’’

MarabáMarabá registrou 1.600 atendimentos até esta segunda-feira (15) na Praça Duque de Caxias, Praça Horizonte e Ginásio Folha 16

O médico Sipriano Ferraz fez um balanço sobre o atendimento em Marabá que encerra hoje, após o trabalho descentralizado por seis dias entre a Praça Duque de Caxias; Praça Novo Horizonte e Ginásio Folha 16.

“Foi tudo ótimo, tivemos 1.600 atendimentos em seis dias. Fizemos a estratégia de colocar a equipe dois dias em cada ponto estratégico da cidade e foi muito produtivo. As pessoas saindo muito satisfeitas, tudo certinho”, avaliou o coordenador.

De 14 de maio para cá, a Policlínica Itinerante esteve em 25 municípios assegurando mais de 26 mil atendimentos. A estratégia móvel do Governo do Pará oferece assistência em saúde, atravessando rodovias, rios e céus no combate contra a Covid-19 no interior.

A Policlínica Itinerante trata de forma precoce os primeiros sinais da doença, evitando o agravamento e, consequentemente, a internação e superlotação das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e prontos-socorros.

Publicidade

Veja
Também