Ponto eletrônico se torna obrigatório para todos os servidores da Câmara de Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O equipamento não é novidade e já faz parte da rotina de muitos servidores do Poder Legislativo Municipal de Parauapebas que, todos os dias, registram as entradas e saídas em seus respectivos postos de trabalhos.

Porém, havia ainda, para alguns servidores em cujas funções podiam ser desempenhadas de suas residências, escritórios e similares, o registro de ponto feito em livros através de assinaturas que eram feitas mensalmente. Privilégio que teve fim nesta segunda-feira (3), primeiro dia útil deste mês, quando o Diretor Administrativo daquela Casa de Leis, Robervaldo Vieira de Freitas, expediu o Memorando Circular Nº 005/2019, datado de 27 de maio de 2019, fazendo saber em todas as unidades administrativas e gabinetes de vereadores, com a informação de que, a partir do dia 1º de junho, todos os servidores públicos efetivos da Câmara Municipal de Parauapebas deverão utilizar obrigatoriamente para registro de entrada e saída da jornada diária de trabalho o ponto eletrônico.


O Memorando foi entregue nas unidades administrativas e gabinetes de vereadores no dia 27 de maio, dando como prazo para que todos fizessem o cadastro biométrico até o dia 31 do mesmo mês, para que na segunda-feira, 1º, pudessem registrar a jornada de trabalho no ponto Eletrônico.

O Memorando Circular citado faz cumprir o Ato Presidencial Nº 020/2015, que regulamenta o horário de funcionamento das unidades administrativas e o controle da jornada de trabalho dos servidores públicos da Câmara Municipal de Parauapebas.

Publicidade

veja também