Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Por falta de dinheiro, Disque Denúncia encerra atividades no sudeste do Pará

Por falta de recursos financeiros, os serviços do Disque Denúncia, Linha Verde, Procurados e Desaparecidos deixam de funcionar a partir de 30 de novembro

No próximo dia 30 de novembro, o Disque Denúncia completa 13 anos de existência no sudeste do Pará. Deveria ser um momento de comemoração, mas não será, porque no dia 30 desse mês se encerram as atividades tanto do DD quanto dos programas vinculados a ele: Linha Verde, Procurados e Desaparecidos. O encerramento das atividades se dá por absoluta falta de dinheiro para manter as atividades, apesar da sua importância.

A informação triste foi confirmada por meio de ofício encaminhado à imprensa por Hellen Araujo, coordenadora da Central Disque Denúncia Sudeste do Pará.

Tamanha tem sido a importância do Disque Denúncia que o serviço recebeu a concessão de título de utilidade pública na cidade de Marabá (Lei Municipal 18.181/2023), em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à comunidade, em especial às ações de apoio à segurança pública e de combate à violência no sul e sudeste do Pará.

Os serviços vêm sendo sido mantidos com dedicação com recursos financeiros oriundos exclusivamente do orçamento próprio do Instituto Evereste desde dezembro de 2022.

Porém, os altos custos envolvidos com pagamento de prestadores de serviços, ferramentas tecnológicas e funcionários inviabilizam a manutenção de tais serviços sem outras fontes alternativas de financiamento.

Reportagem: Chagas Filho  |  Correio de Carajás

Qual sua reação para esta matéria?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Leia também no Portal Pebinha de Açúcar:

Deixe seu comentário