Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Prefeitura de Parauapebas oferecerá serviço de reabilitação neurológica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Representantes da Apae, mães de crianças atendidas pela instituição e integrantes do Conselho de Saúde participaram do encontro. Em 27 anos, é a primeira vez que esses serviços serão oferecidos pela rede pública de saúde em Parauapebas.

A fisioterapeuta Júnia Rocha, responsável pela Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência da Semsa, explicou como será a o atendimento. “Neste primeiro momento, vamos trabalhar com o método tradicional de estimulação precoce. O neurologista vai avaliar todas as crianças e definirá quais terão que vir para as sessões: duas, três ou mais vezes por semana”, informou Júnia Rocha.


“Vamos organizar nossa agenda de atendimento de forma que priorize o bem-estar das crianças e a praticidade para os pais”, acrescentou a fisioterapeuta, informando também que os serviços de reabilitação neurológica, conhecidos também por estimulação precoce, iniciarão a partir do dia 30 de março.

Aurileide de Oliveira tem uma criança com síndrome de down, para ela é um grande auxílio contar com os serviços de saúde para o seu filho. “Estou muito satisfeita pela oportunidade que meu filho terá de contar com uma equipe completa e profissional, em um ambiente estruturado como esse”, acrescentou.

A presidente da Apae Parauapebas, Vanilda Queiroz, avaliou como positiva a proposta dos serviços que serão oferecidos pelo município. “Eu gostei de tudo o que foi falado na reunião e para iniciar o atendimento, que é a nossa maior urgência, a proposta atende nossa demanda”, informou, acrescentando que, com relação ao convênio com a Prefeitura de Parauapebas, firmado no último dia 2 de março, a direção da Apae se reunirá com as mães para definir como será o funcionamento da instituição a partir de agora.

Todas as crianças do município com deficiência terão acesso ao serviço, que será realizado por profissionais de fisioterapia. Além disso, a Semsa também disponibilizará uma equipe para atendimento multiprofissional para esse público, composto por neurologista, fonoaudiólogo e psicólogo.

Os serviços destinados às crianças com deficiência serão disponibilizados no prédio do CEI, localizado no bairro Jardim Canadá. O local, atualmente, passa por reforma e adaptação para se transformar em uma policlínica, estabelecimento que agregará diversos serviços de saúde especializados para a população do município.

Reportagem: Karine Gomes

Publicidade

Veja
Também