Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Presidente do PSDB local faz balanço das ações do governo Jatene na região

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Há pouco mais de um ano, a vida do representante de vendas Daniel Costa de Almeida, 26 anos, era um sufoco. Quase tragédia. Ele, que mora em Curionópolis, tinha de viajar 30 quilômetros a Parauapebas, todos os dias, para oferecer produtos e serviços da empresa paulista a qual representa na região. A Rodovia PA-275, que interliga as duas cidades, estava praticamente desaparecida entre buracos, pontes caindo aos pedaços e carcaças de veículos, que não deram conta de chegar ao destino porque se envolveram em acidentes, muitas das vezes fatais para seus condutores.
Há quase uma década, essa importante rodovia – que um dos municípios mais ricos do Brasil, a “Capital do Minério”, ao mundo – estava atolada no esquecimento.
“Viajar por essa estrada parecia coisa de filme de terror. Você saía de casa, mas não tinha certeza se iria chegar vivo ao destino”, comenta o representante, lembrando ter visto e ouvido histórias de acidentes fatais nos 30 quilômetros entre Curionópolis e Parauapebas e nos 38 entre Curionópolis e Eldorado do Carajás.
Mas, em 2013, tudo mudou. O governo do Estado entregou os 68 quilômetros da PA-275 – que vai de Parauapebas a Eldorado – novinha em folha. “Pensei que não fosse viver o suficiente para ver essa estrada em boas condições”, comemora Daniel, elogiando o trabalho do governador Simão Jatene. “Agora está cem por cento.”
Essa é uma das tantas conquistas do governo de Simão Jatene, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), e que seu representante em Parauapebas, José Rinaldo Alves de Carvalho (o Zé Rinaldo), faz questão de lembrar. Presidente do diretório municipal do PSDB, Zé Rinaldo diz que o governo do Estado investiu quase R$ 26 milhões, em recursos próprios, para recuperar essa importante via, por onde circulam 500 veículos diariamente no fluxo intermunicipal. Até o final de seu governo, Jatene pretende asfaltar mil quilômetros de estradas Pará adentro. A malha viária das estradas estaduais pavimentadas é de 3 mil quilômetros.
Mas esses R$ 26 milhões são apenas parte do pacote de investimentos injetados em Parauapebas e região desde 2012. Há muito mais.

Zé Rinaldo - Presidente do PSDB de Parauapebas
Zé Rinaldo – Presidente do PSDB de Parauapebas

EDUCAÇÃO
De acordo com Zé Rinaldo, uma das pautas prioritárias do governo do PSDB na região é a educação, particularmente a situação do ensino médio em Parauapebas. Por meio de algumas reuniões entre representantes do partido e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), houve alguns avanços.
Uma escola de ensino médio está sendo construída no Bairro Cidade Jardim para beneficiar 15 mil habitantes. O investimento é de R$ 3,8 milhões. As obras devem ser concluídas nos primeiros meses de 2014. “Para nós, do governo do Estado, a educação é um dos pilares da sociedade, mas, sem o devido investimento nela, todo e qualquer projeto está fadado ao fracasso”, explica Rinaldo.


SAÚDE
Em maio deste ano, o governador Simão Jatene, em visita à região, confirmou que atenderia ao pedido do governo municipal, que solicitou a regionalização do Hospital Municipal de Parauapebas, atualmente em ampliação pela prefeitura.
Quando se tornar regional, ele poderá atender, também, aos municípios de Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado do Carajás e Água Azul do Norte. E vai, imediatamente, desafogar a demanda do Hospital Regional de Marabá, para onde seguem pacientes que não podem ser atendidos aqui.
Hoje, a rede de saúde de Parauapebas recebe, em média, 600 internações mensais, mais que o dobro de todo os municípios de seu raio de influência. Logo, a iniciativa do governo do Estado, de promover a deslocalização dos serviços de saúde, beneficiando o interior, terá efeito positivo e significativo, sobretudo nesta região, marcada por elevada incidência de dengue e sinistros.

SEGURANÇA PÚBLICA
O governo do Estado está investindo mais de R$ 4 milhões para abrir 306 vagas para detentos do regime provisório com a construção da Cadeia Pública Masculina de Parauapebas, que deve ser entregue em 2014. A unidade prisional é uma obra importante dado o grande crescimento demográfico da região nos últimos anos. O governo do Estado garante, ainda, atuação mais eficaz do sistema de segurança pública do Estado no município.
A nova Cadeia Pública de Parauapebas contará com estrutura para que os detentos recebam assistência em diversos serviços, como atendimento odontológico e ambulatorial, consultórios médicos, enfermaria, assistência social, psicólogos, espaços destinados ao atendimento da Defensoria Pública, biblioteca, laboratório de informática, salas de aula e áreas de visitação e lazer para crianças, além de acessibilidade para portadores de deficiência.
A meta do governador Simão Jatene é zerar o déficit de vagas no sistema carcerário do Estado até o fim de 2014, com a criação de cerca de seis mil novas vagas e a construção de 22 novos centros de detenção, em 18 municípios paraenses. Os investimentos totalizam R$ 115 milhões.

HOMEM DO CAMPO
O governo do PSDB é parceiro do governo municipal nos planos Safra de Agricultura Familiar e Safra de Piscicultura, que buscam criar alternativa econômica à extração mineral e melhorar as condições de vida do produtor rural, beneficiando mais de 2 mil famílias de produtores em Parauapebas. O plano conta com supervisão técnica da Emater e da Adepará, órgãos do Estado.
Acreditando na força do campo e no pequeno produtor, o governador Simão Jatene está contemplando, em Parauapebas, sete famílias de agricultores familiares com recursos da ordem de R$ 249 mil, para incentivo à pecuária mista e à hortifruticultura. A pecuária mista (de corte e de leite) ocupa papel de destaque na base da economia de Parauapebas, seguida pela produção de hortaliças.
Os recursos são oriundos do Programa Nacional de Fortalecimento à Agricultura Familiar (Pronaf) e serão viabilizados pelo Banco da Amazônia, ao passo que os projetos técnicos de financiamento têm a assinatura da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater). Os financiamentos variam entre R$ 5 mil e R$ 76 mil, pelas linhas Pronaf Mulher, AC (custeio) e Mais Alimentos, e beneficiarão famílias nos assentamentos Rio Branco, Goianos e Itacaiúnas, além de comunidades da zona rural do município.

Reportagem: Frank James

Publicidade

Veja
Também