Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Problemas no sistema dificultam atendimento da Celpa em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Kleber Duarte é apenas mais uma vítima dos maus serviços prestados pela Celpa (Concessionaria de Energia Elétrica) que, além da energia de péssima qualidade fornecida, tem um dos piores atendimentos, de acordo com o ranking de reclamações no Procon.
No caso dele, o transtorno poderia ter sido evitado para ambos, porém só com a intervenção da equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar que o caso foi solucionado.

Kleber acionou nossa equipe ao retornar mais uma vez ao escritório de atendimento da fornecedora de energia e por não ver expectativa na solução do problema com a devida urgência, ligou para nossa redação. A equipe designada, ao chegar ao local, sempre lotado por gente com as mais diversas reclamações, ouviu de Kleber que já havia mais de 20 dias que a empresa alegava estar sem sistema.


Porém, tudo o que ele queria era apenas passar para seu nome a fatura de energia do imóvel residencial cujo contrato de locação foi apresentado à Celpa, que não fez o serviço sob a alegação de estar sem sistema. Mas para surpresa de Kleber a antiga moradora do imóvel solicitou a interrupção do fornecimento de energia, já que a antiga fatura estava em seu nome. “Pedi que passasse tudo para meu nome e que desconsiderasse o pedido de desligamento, mas a atendente disse ser impossível por não ter sistema”, conta Kleber que exigiu dela um comprovante de atendimento mesmo que escrito a mão, já que não tinha sistema nem para gerar o comprovante digital.

af2c82ef-b6bf-4c36-a03f-6eb34a255955

Mas a pior surpresa estava por vir. E hoje, quando estava no trabalho, Kleber recebeu ligação informando que a energia de sua residência havia sido cortada, motivo que o levou de volta ao escritório da Celpa no Bairro Beira Rio em Parauapebas.

Após ouvi-lo, a equipe de reportagem do Pebinha de Açúcar buscou alguém da Concessionária de Energia que pudesse falar sobre o caso e mesmo sem notar interesse do coordenador do escritório, entrou com o cliente em sua sala e depois de 5 minutos Kleber recebeu a palavra de que seria resolvido nos próximos minutos. Mas desconfiado, Kleber ficou no local e ligou para a nossa reportagem confirmando que tudo estava resolvido. “Recém mudado para aquela casa estou com equipe instalando central de ar e outros equipamentos, além de alimentos que precisam ser mantidos resfriados. Outro prejuízo é o desconforto de ter que abandonar meu trabalho para estar aqui resolvendo coisas que não precisavam ter chegado a esse ponto”, desabafou.

Reportagem: Francesco Costa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também